Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Vira o disco e toca o mesmo!

 
Não é a área sobre a qual mais conhecimento tenho, mas o mínimo que possuo já me permite ter uma opinião formada. E então?
Então acho que cada vez percebo menos…
Neste país de pouca escolha (irónico), vivemos na era do “vira o disco e toca o mesmo”!
debate 2.jpg
Se o PS, deixou Portugal de rastos, o PSD deixou-nos com as calças nas mãos.
Tudo bem, estamos em crise, tivemos a ajuda da troika, tivemos que apertar o cinto para pagar o empréstimo, austeridade e mais austeridade, mas acho que mesmo assim o povinho não aprendeu a lição e no próximo dia 4 de Outubro, sai Passos e entra o Costa.
O Costa, o mesmo que deslealmente destronou dentro do próprio partido o anterior secretário-geral.
Este país não muda nem mudará, não são capazes de abrir horizontes.
Antigamente, influenciado pela família, votava sempre PS…no entanto conforme fui formando a minha opinião, hoje em dia voto nos mais fracos, no Bloco, porque até gosto da Catarina Martins, mas também porque quantos mais votos os mais fracos tiverem, mas assentos parlamentares poderão ganhar e por conseguinte, mais peso, poder terão na assembleia e em todos os assuntos colocados a votação.
Temos que inverter esta tendência PS\PSD, temos que saber dizer basta.
Temos que lutar por uma política melhor e a favor dos interesses da nação.
Estou farto de ser governado por ladrões, corruptos.
Farto de políticas fracas no que toca à justiça.
Farto de os ver gastar o nosso dinheiro mal gasto.
A última que me indignou, um ex-primeiro ministro em prisão preventiva acusado de uma série de crimes, consegue passar para prisão domiciliária e ter 8 agentes da psp (a quem nós pagamos o ordenado com os nossos descontos) à porta de casa a tomar conta dele. E mais, ainda tem o descaramento de mostrar os convívios com mesa farta, que faz em casa. Mostra ao povinho, com quem andou a gozar uma série de anos, como continuar a brincar com o dinheiro dos contribuintes.

img_757x426$2015_09_11_01_18_41_482314.jpg

Será que o mais comum ladrão conseguiria passar para prisão domiciliária?
Eu sei, percebo pouco de politica, mas como cidadão tenho direito a indignar-me perante estas injustiças, estas leis cada vez mais desiguais.
Portugal precisa da mudança…e a mudança começa em nós na altura de votar.

Carlos

3 comentários

Comentar post