Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Sinceridade...

Eram 21h da noite quando nos encontramos no mesmo local de sempre!

Ansioso, cheguei uns dez minutos mais cedo, queria ver-te depois de na noite anterior te teres revelado tanto! Ansiedade…nunca a consegui dominar!

Entrei no teu carro, olhei-te nos olhos, quis beijar-te, mas o local não era o mais indicado, limitei-me a apertar-te a mão com toda a força possível e com o meu sorriso tentei mostrar-te o tão feliz estava por te ver novamente! De boné na cabeça, cara de mafioso, sorriste para mim…Adoro o teu sorriso!

Tínhamos café marcado com uma amiga, seguimos para lá quando em cima da hora ela desmarca-se, deixando-nos assim sozinhos e sem nada planeado para fazer!

“-Vamos ao cinema?”

Aceitei a tua ideia…

A sala estava vazia, fomos ver as Tartarugas Ninja, as poucas pessoas na sala acompanhavam os filhos pequeninos! Parecia-mos duas crianças já bem crescidas no cinema!

A medo dei-te a mão e passamos o filme todo assim, juntinhos, de mãos dadas!

O teu toque, o teu carinho, hum, tão bom! Confesso que do filme pouco ou nada percebi, mas aprendi se calhar a entender melhor os teus movimentos, a tua forma de estar, de reagir perante mim!

Gosto de ti…

Depois do cinema regressamos ao local de partida, estacionamos e conversamos um pouco… Beijei-te… Beijaste-me! Mas…

Algo me dizia que as coisas não estavam bem e perguntei-te como estavas!?

“-Estou bem!” Respondeste-me a sorrir…

Será que devo acreditar? Estarás a habituar-te a tudo isto?

 

Sei que nos estamos a conhecer cada vez melhor, sei que a tua relação comigo baseia-se sobretudo na sinceridade e na confiança, por isso eu vou acreditar em ti! Sei que também estavas cansado, por isso o teu olhar meio perdido!

Perdi-me no tempo enquanto te beijava, enquanto te tocava, não quis olhar as horas nem o tempo, apenas aproveitar mais uma vez o momento e aperceber-me de vez que a noite anterior não foi um sonho, foi antes bem real, a noite, o dia que ficará marcado pelo passo que tu deste para me fazeres sorrir cada vez mais! Obrigado…

Cheguei em casa muito pensativo, mas hoje acabo por entender que não tenho porque me preocupar, antes sim aproveitar o momento!

Devagarinho, com calma…sobretudo isso!

 

Gaybriel 

7 comentários

Comentar post