Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Silêncio

29.09.16

 Existe apenas uma forma de o demonstrar, o silêncio é tão-somente e apenas isso, silêncio, calar, nada dizer, nada escrever, provavelmente, apenas sentir!
E eu sinto, sinto muito, quando sou obrigado a remeter-me ao silêncio, não poder expressar o que me vai na alma, partilhar, demonstrar os afetos!
Fico triste, e procuro também a mudez da alma quando sinto que todas as minhas palavras voam em vão num abismo que se criou entre o certo e o errado, o bem e o mal, entre a verdade e a mentira.
O silêncio acaba por ser o meu melhor amigo, nas horas em que me apercebo que toda a minha inquietude resulta da inércia de alguém em querer fazer por melhorar.
O silêncio muitas vezes pode ajudar a juntar as pessoas, mas também em muito as afasta!
Mas não só do meu silêncio se veste a mágoa…
A quietude de quem esteve sempre lá, sorriu, abraçou, atraiu, cativou sem intenção sequer de demorar-se a meu lado deixa um vazio, um silêncio que amarga os dias que outrora se vestiam de magia e poesia!
Visto-me de silêncio, talvez ajude a desunir o que as palavras ajudaram a prender!

Carlos

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2