Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

San Andreas

30.04.16

SANANDREAS.jpg

 

Quem me conhece, sabe perfeitamente o quanto eu gosto de filmes catastróficos, destruidores, assim como o meu interesse por toda a noticia real que fale do mesmo!
Um sismo, um tornado, leva-me a estar 100% atento aos desenvolvimentos do fenómeno.
Vai daí, no mundo do cinema são já vários os filmes que me fizeram apaixonar e ver repetidamente, casos como “O dia depois de amanhã”, “O impossível”, “2012” entre outros figuram entre os meus favoritos.
Este fim-de-semana assisti a mais um do género num dos canais do telecine.
“San Andreas”, mostra-nos, um pouco exagerado, o que aconteceria a toda uma cidade caso ocorresse um sismo na Califórnia.
Para que percebam um pouco: A falha de Santo André uma falha geológica tangencial que se prolonga por cerca de 1290 km através da Califórnia. A falha de San Andreas marca um limite transformante, encontro de placas tectônicas que se transformam, ocorre entre a Placa do Pacífico e a Placa Norte-americana. É uma falha famosa por produzir grandes e devastadores sismos, como o sismo de São Francisco de 1906 que destruiu a cidade.
Confesso que adorei o filme e vibrei com os efeitos especiais nas cenas de destruição provocadas pelo desastre.
Este filme já tem um tempinho, mas como as opiniões que ouvia não eram muito favoráveis, perdi o interesse nele, no entanto aprendi a jamais seguir a opinião de terceiros.
Pois valeu bem a pena.
Já o viram?
Qual a vossa opinião a este tipo de filmes?

Carlos

6 comentários

Comentar post