Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Recordar...

Desde miúdo que gosto de ver telenovelas, no tempo em que só havia a RTP 1 e RTP 2, seguia religiosamente a novela apresentada logo a seguir ao telejornal da noite.
Velhos tempos…
Recordo-me com saudade dos grandes êxitos brasileiros, à data como Tieta, Roque Santeiro, Pedra Sobre Pedra, Fera Ferida entre outras que a memória agora não me deixa lembrar o título.
Com o surgimento de outros canais generalistas, a Sic em primeiro lugar, assim que negociou mais e melhor com a tv globo, passaram então a ser eles a emitir as telenovelas brasileiras.
Foram anos a seguir novelas vindas do outro lado do atlântico, grandes produções que fizeram a delicia dos portugueses que seguiam assiduamente todos os enredos e histórias de amor.
A TVI quando surgiu, quis fazer frente a essas mesmas grandes produções e enveredou pela ficção portuguesa, com “Todo o Tempo do Mundo” começou a roubar telespectadores à SIC e nós lá em casa ficamos rendidos com “Jardins Proibidos”.
Confesso que ainda hoje gosto de ver uma boa telenovela, apesar de achar que exageram  ao passarem duas, três telenovelas ao serão…já sinto saudades de um bom talk show para nos entreter.
Mas de verdade a ideia em escrever este texto surgiu assim que há pouco abri a página do JN online e me apercebi que o mundo da ficção perdeu um grande talento.

ng4948417.jpg

 

Morreu Yoná Magalhães.

Vi diversas novelas com esta senhora, mas a que mais me recordo com carinho, foi a personagem de Tonha em Tieta. E se há uma cena que me marcou e continua gravada na memória foi o regresso do personagem dela a Santana do Agreste…
Recordem essa cena aqui.
Tonha regressa a Santana do Agreste
Até sempre Yoná e obrigado por nos ter brindado com o seu talento.

Carlos

7 comentários

Comentar post