Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Optimismo...

07.06.06


 



Já se faz tarde, são 22h da noite, hoje os amigos virtuais tiraram o dia para me dar nas orelhas, fartei-me, por mim chega! Desligo o msn, antes disso envio um e-mail a alguém especial como que a desejar uma boa noite, desligo o computador e…cama!

Mal me deito recebo um telefonema de um amigo que está em Lisboa, para quem a vida não se tem mostrado nada amiga, vê os anos a passar ao mesmo tempo que se decepciona com as pessoas que lhe aparecem pelo caminho. Ele liga-me sempre uma vez por semana, ambos necessitamos de falar, conversar, desabafar, então passamos sempre uma horita ao telefone! Assim o foi mais uma vez…

Falei-lhe do meu dia a dia, falei-lhe do meu coração, falei-lhe dos meus objectivos, enquanto isso ele sorria…desta vez tinha mudado o meu discurso e estava a ser bastante optimista no que estava a dizer! Ele apoiou-me…há que seguir em frente nos nossos objectivos!

Acabamos por desligar o telemóvel e entretanto adormeci! Ao contrário das últimas noites, desta vez adormeci bem rápido…

Tenho alturas assim, em que vou buscar forças não sei bem onde e tento encarar tudo na vida com mais optimismo, relembro as palavras:

 

“Escuta o teu coração.

Ele conhece todas as coisas.

Porque onde ele estiver,

É onde estará o teu tesouro (…)”

 

“Cumprir a sua Lenda Pessoal é a única obrigação dos homens. Tudo é uma coisa só. E quando alguém quer alguma coisa, todo o universo conspira para que se realize esse seu desejo.”

Paulo Coelho in “O Alquimista”

 

Confesso que me fez bem ler este livro, apesar de não o levar muito a sério, no entanto existem certas ideias a reter, realmente devemos sempre lutar pelo que queremos, não devemos baixar os braços e entregarmo-nos à mercê da solidão, do desânimo, da tristeza, porque enquanto corro por um objectivo sinto-me vivo e cheio de força e garra!

O que é a vida senão isso mesmo, vivida em função de objectivos…

Mesmo após a primeira queda, já dei muitas e desisti muito facilmente, para quê colocar os olhos ao chão e entregarmo-nos ao desespero? Temos sim é de encontrar as forças suficientes para nos levantarmos e voltarmos a arriscar…

Eu não posso baixar os braços, não quero, nem os vou baixar…

Estou de novo cheio de força, apenas espero agora que o “universo” conspire a meu favor e me ajude no resto!

Estou a ouvir o meu coração, não esquecendo de todo a razão… porque também acredito que só vivendo e arriscando acabamos por ter o sabor amargo da derrota ou o doce sabor da glória, não quero nunca pensar no que devia ter feito e que não fiz apenas porque não tive coragem!

Quero mesmo acreditar que onde está o meu coração, realmente está o meu tesouro…

Apenas quero ser feliz!


    Gaybriel...




Apenas um apontamento, no post anterior publiquei duas fotos da bela cidade do Porto, esqueci-me de mencionar e fizeram-me hoje o reparo, a segunda foto não é de todo da minha autoria apesar de a ter assinado como tal! Essa bela foto é mérito de alguém muito especial que me acompanhou naquela tarde de sábado! Fica assim aqui feito o reparo e o meu pedido de desculpas! Espero que aceites...

36 comentários

Comentar post

Pág. 1/4