Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

O anti-valentino...

14.02.16

A lamechice é tanta que até enjoa!

8012857_NWSbf.jpeg

Chegado o dia 14 de Fevereiro, é vê-los de florista em florista à procura do melhor ramo, enquanto elas estão em casa a pensar na lingerie que hão-de vestir para esta noite, dizem por aí, a mais romântica do ano. 

Eles engravatados e elas vestidas de gala, cavalheiros, abrem a porta do carro para elas entraram, normalmente não o fariam, mas só porque é dia de S. Valentim, lá terá de ser… 
À chegada ao restaurante, de ramo numa mão e na outra a caixa de chocolate num embrulho com fita vermelha, quase o impede de abrir a porta do carro à donzela que por sinal já está mal-humorada, pois os sapatos escolhidos para a ocasião estão a esmagar-lhe os pés, mas porque é o dia do amor, há que ir buscar o par de sapatos que levou ao casamento do primo há mais de dez anos atrás!
A escolha do restaurante foi pensado ao pormenor e se durante o ano jantam em casa, a vida está cara, neste dia, não se proíbem de gastar o triplo do normal, só porque, o dia assim o exige…
Puxa a cadeira, para ela se sentar (em casa não faz isso), esperam que lhes sirvam o melhor vinho e começa então o jantar, com direito a mil e uma entradas, mais o prato principal, mais a sobremesa e pelo meio a troca de olhares intensa como se continuassem tão apaixonados como quando se conheceram. Em casa olham-se enraivecidos…mas, a ocasião é de celebrar o amor!
- Amor, trouxe isto para ti! – Atira ele embevecido, na esperança que a noite seja fantástica!
- Oh que querido, que flores tão bonitas! Hum o chocolate que tanto adoro! – Ironiza ela, que tantos anos depois continua a ver a sua cara-metade a enganar-se nas flores que ela gosta, embora no chocolate tenha acertado em cheio! Mas para quê resmungar, isso é em casa…e hoje é o dia mais romântico do ano!
Amor para cá, paixão para lá…a noite termina, no melhor hotel da cidade, ou até no motel, para matar saudades dos tempos de namoro.
A noite até acaba por correr bem, a lingerie nova, escolhida para a ocasião, acaba por fazer furor, tornando assim o dia memorável.
Mas, regressados a casa, à normalidade…
- Ó homem, já tiraste o saco do carro? Fogo, és sempre a mesma coisa…nunca fazes nada!
- Cala-te mulher, deixa-me estar sossegado! O jogo está quase a começar, tráz cá os tremoços e as azeitonas!
-E o por favor?
-Tráz a cerveja também.
E é isto que eu penso, o dia dos namorados  é uma lamechice pegada. 
Eu e o meu gajo não ligamos mesmo nada ao dia de hoje!
Para quê um dia no calendário, se todos os dias é dia de celebrar o amor?!

Carlos

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2