Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Neco ou Gaybriel...

31.01.06

 




No início deste meu espaço e com intenções de fazer dele um longo diário virtual, estive em dúvida em relação ao pseudónimo a utilizar!
Neco ou Gaybriel?
Muitos de vós perguntam-se, porquê Neco?
O Neco nasceu à cerca de um ano, mais ao menos a meio do mês de Janeiro, Neco foi a imagem que criei à minha volta num outro espaço, num outro blog, o Neco era eu!
O Neco sonhou, pensou e escreveu o que lhe ía na alma! Escreveu durante longos nove meses...
Fui bastante comentado na altura, bastante visitado, censurado também,mas fui resistindo! Fiz imensos amigos alguns guardo no coração até hoje!
Parece estranho,mas ainda ontem me chamaram de Neco!
Naquele livro aberto ao qual dei o nome de "I'm Gay", as palavras, os textos, os poemas foram nascendo ao mesmo tempo que vivia experiências novas, partilhei imensos momentos, expus os meus sentimentos de forma a poder mostrar a veracidade do que me ía na alma, através dele muitos conheceram as minhas paixões, muitos me chamaram a atenção das ilusões, partilhei as alegrias, a emoção de entrar num meio gay,o Neco tornou-se conhecido!
Mas como em tudo na vida, desisti fácilmernte e ao fim de nove meses quando o mundo desabou sobre as minhas costas, quando as dúvidas voltaram, quando cai em desespero, quando me desiludi com a vida,tomei atitudes irreflectidas, uma das quais foi, apagar o Neco da minha vida! Apaguei a página que com tanto carinho criei e desenvolvi.
Foi uma fase má,muito má!
E quando passou, arrependi-me de o ter feito,mas já ía tarde, não tinha como recuperar o Neco!
E assim passaram-se três meses, até que...
Senti uma grande necessidade de criar um novo espaço para poder ser eu, mesmo que escondido, queria voltar a escrever, a partilhar os meus sentimentos, assim nasceu o "Silêncio dos meus sentidos"!
Andei em volta de vários nomes para me identificar perante os que me lêem, fiquei bastante dividido, Neco ou Gaybriel?! Senti que o Neco tinha morrido e ressuscitá-lo, seria em parte reavivar na memória os últimos dias da curta existência dele...
Assim e depois de muito pensar, resolvi dar-me a conhecer usando um nome de anjo, para que possam facilmente chegar a mim, de anjo tenho pouco, mas como pessoa quero dar o meu melhor e na minha experiência de vida ajudar os que como eu são "diferentes", apenas porque gostam de pessoas do mesmo sexo, também quero ser um amigo para todos os outros, no fundo marcar e gravar na memória de muitos que um dia existi, que um dia escondido dei a cara como...




Gaybriel!

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/4