Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Não será o fim...

17.07.06


André sardet-Foi feitiço

Eu gostava de olhar para ti
E dizer-te que és uma luz
Que me acende a noite
me guia de dia e seduz

Eu gostava de ser como tu
Não ter asas e poder voar
ter o céu como fundo
ir ao fim do mundo e voltar

Eu não sei o que me aconteceu
Foi feitiço! O que é que me deu?
para gostar tanto assim de alguém como tu

Eu gostava que olhasses para mim
E sentisses que sou o teu mar
Mergulhasses sem medo um olhar em segredo
Só para eu te abraçar

O primeiro impulso, é sempre mais justo
É mais verdadeiro.
E o primeiro susto, dá voltas e voltas
Na volta redonda de um beijo profundo

 

 

No meu silêncio, naquele que hoje partilho convosco, as primeiras palavras vão para…

Alguém especial!

. Dedico-te esta música, porque no fundo revela muito do meu sentir, do meu estado de espírito! Adoro-te! … Tenho saudades! …Por onde andas?

É tão bom ouvir a tua voz, ontem ter acordado ao som do telemóvel, ver que eras tu, foi bom demais! Preciso muito de ti ao meu lado, preciso que me deixes chegar ao pé de ti e aos poucos atingir os meus objectivos! Vem, senta-te ao meu lado, hoje, amanhã e depois! Quero-te do meu lado, que seja como amigo, quem sabe aos poucos não serei para ti o mesmo que és para mim? Adoro-te, não fujas e deixa-me ser “eu” ao teu lado… Ou será pedir muito? Mais uma vez, adoro-te!

 

No meu silêncio continuo, debaixo de um calor incrível…

Luto!

.A freguesia veste-se de preto, em contraste com as crianças que em memória de um amigo mandaram estampar o seu sorriso numa t-shirt branca! O tempo está quente, a praia chama por nós, o mar chamou por ti! Não foi preciso entrares nele, ele próprio te veio procurar na areia e embalou-te na sua força! Ainda que tivesses tido um descuido, mas não….estavas a passear! Que raiva! Para muitos hoje fazes parte da estatística, mais um jovem que morreu afogado nas praias portuguesas, para mim, és um jovem da freguesia, talvez já nos tenhamos cruzado por aí, mas para os teus amigos, pais e demais família serias a alegria num sorriso que dizem, tinhas sempre para quem falavas! Que a tua estadia ao nosso lado não tenha sido em vão, que todos aprendamos um pouco mais com a tua partida!

 

Silenciosamente…

Uma lágrima!

. Uma lágrima rolou, ao lêr em poucas linhas a história de vida, dura demais para um jovem de 21 anos Perder alguém, sangue do nosso sangue, irmão gémeo, vê-lo morrer diante o nosso olhar e não poder fazer nada, acredito deve ser o que chamam, “A dor maior…”! Para ele, que hoje conheço um pouco mais, apenas assumo que te admiro bastante, pela força, pela coragem que hoje demonstras passado um ano…

 

Obrigado…

Amigos!

. Pensei não vos conseguir reunir, mas no fim percebi que não é assim tão difícil! Sábado à noite, num bar de praia, obrigado pela vossa companhia! Não foi o que se pode chamar de muito divertido, mas foi sem dúvida um momento em que para mim serviu para perceber que “…é tão bom ter amigos!....”! Um bolo, duas velas, 26 anos, estou mesmo velho! Um licor beirão, dois licores, três licores…excedi-me, mas é tão bom! Faltou apenas uma coisa….hum, não vou dizer! Confesso que ainda pensei ser surpreendido… Mas, não devemos criar expectativas! No entanto acredito que seria a cereja no topo do bolo, ou antes a surpresa que sairia do bolo!?

 

Em silêncio finalizo…

Não será o fim!

.Pois é meus amigos, já devem ter verificado a minha ausência cada vez mais longa! Não entendo bem o porquê, mas o apetite para escrever tem sido muito pouco, será por estar com a mente sempre ocupada com um “olhar azul”? Ou será do calor? Ai…não sei! Não vou fechar o livro que é este meu “Silêncio…”, estarei sempre por aqui… No entanto não me parece que volte a publicar nos próximos tempos! Se sentir necessidade disso eu volto, mas para já…retiro-me!

 Sabem…preciso de mim, preciso de encontrar algo em mim, não sei bem o quê, mas já é bom ter a noção que preciso de conhecer-me melhor e controlar melhor todos os meus sentidos, mas isto será tema para um texto qualquer no meu regresso! Até lá…no meu mais sentido silêncio, um beijo e um abraço!

 

---------------------------------------Gaybriel---------------------------------

 

18 comentários

Comentar post

Pág. 1/2