Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Justiça?!

15.11.16

temis-a-deusa-da-justica-justica.jpg

Eu sei, sou um revoltado, já me disseram isso tantas vezes! 

Reclamo por tudo e por nada e exagero na hora de adjetivar alguém que não sabe viver em sociedade. Sim estes são apenas pormenores de uma personalidade nada fácil!
Hoje, mais uma vez tive de comparecer a tribunal para ser ouvido como testemunha num processo levantado pela minha anterior firma contra um ladrãozito que gostava de consumir antes de pagar e depois fugia a alta velocidade! Já lá tinha estado num processo anterior contra o mesmo individuo, este seria sobre o último processo! Espero eu…
No primeiro não cheguei a entrar na sala de audiências, pois o pai do meliante disponibilizou-se a pagar a quantia em débito e tudo ficou resolvido antes de chegarmos a julgamento.
Neste caso, deixaram o processo chegar mais longe…
Enquanto esperava na sala juntamente com outras testemunhas, foi-me informado que teria de jurar dizer a verdade antes de dizer qualquer coisa em frente ao juiz! Ora eu, comecei logo a imaginar-me! Pela primeira vez vou viver aquilo que apenas vejo em novelas e filmes, fazer juramento sobre um livro qualquer, todo importante com ar de snob! Menos Carlos, muito menos!!!
Por entre a conversa apercebi-me que algumas testemunhas reclamavam ali valores acima dos 500€ e que ainda tinham mais processos por resolver!
- O individuo está preso, não?
Ninguém me soube responder…
O tempo foi passando com conversas acerca de assaltos e afins, verdadeiros filmes de terror com direito a chumbo e tudo! Ainda assim sou um felizardo, pensei!
Às tantas aparece a escrivã, lamentando o adiamento da sessão!
-Como?
É verdade, eu já preparado para me comportar à altura de uma testemunha, fazendo juramento e dizendo a verdade, apenas a verdade e pumba, adiaram o meu momento cinéfilo.
Perguntamos porquê!
-O arguido não pode comparecer por motivos de doença!
A sério? Eles tem direito a ficar doentes nesta altura também? Tão propício… Pior, fiquei a saber que não está preso, mas sim em casa e que foi um parente a ligar a explicar que por motivos de doença não poderia comparecer!
Será que eles terão de apresentar justificação? É que eu, não fosse a minha firma ser benevolente teria de pedir a minha para apresentar!
Poderei pedir-lhe indemnização pelo tempo que estou a perder com esta história?
É por estas e por outras que não me admira nada que os lesados acabem por retirar as queixas e os ladrões continuem por aí impunemente à solta continuando a mesma atividade profissional! Sim profissional, pois afinal o crime em Portugal até compensa!

Carlos

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2