Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

História: Jardim em flor 4ªparte

23.10.16

Certo dia, já o Sr. Andrade se tinha visto livre do pesadelo que era ter a mão naquele estado e encontrava-se apto para o trabalho, chegou à junta para pegar ao serviço e estranhou por Fábio ainda não ter chegado.
“Esta juventude está muito mal habituada, não sabem ser sérios no cumprimento do dever!”- Pensou o velho jardineiro que nunca ousou chegar tarde ao trabalho, sempre teve para consigo mesmo a obrigação de cumprir os horários que lhe tinham sido dados há mais de cinquenta anos.
Assim que se dirige para os jardins surge Fábio num passo acelerado com um ar preocupado.
-Então Fábio o que se passou?
- Desculpe Sr. Andrade adormeci…
-Não é a mim que tens de pedir desculpas, vai lá dentro picar o cartão e explica-te à Orquídea!
Naquela manhã estranhamente Fábio não abriu mais a boca. Ao inicio da tarde, o ancião que achava estranho todo aquele silêncio, questionou.
-O que se passa contigo rapaz? Estás com uma cara de quem não dormiu grande coisa?!
-Não se passa nada Sr. Andrade!
-Fábio já te conheço o suficiente para saber que algo não está bem, mas se não queres partilhar, respeito! De qualquer forma aprende comigo, não há mal que nunca acabe nem bem que sempre dure!
-Obrigado Sr. Andrade! – Responde o rapaz já com um ar mais abatido! – Sabe, gosto muito de uma rapariga lá do meu grupo de amigos! A Joana, ela mexe muito comigo!
- Ah com que então aí há gata! Mas que mal tem? Namora com ela…
-Oh ela não quer nada comigo!
-Afasta-te dela então!
-Para si é tudo tão fácil
- Sabes Fábio, quando eu tinha a tua idade, conheci uma bela jovem que morava aqui na aldeia! Nunca contei esta história a ninguém. Chamava-se Noémia.
- E então Sr. Andrade, namorou com ela?
-Namorar? Na nossa altura nem sequer usávamos esse termo. Saíamos, íamos ao bailarico, dávamos uns beijinhos.
- Casou com ela?
-Não, não casei! Estava muito apaixonado por ela e julguei que era correspondido, no entanto percebi que ela andava comigo apenas para fazer ciúmes a outro rapazito com quem acabou por casar anos mais tarde!
- Que me está a querer dizer?
-Enquanto não percebia a verdade, sentia a Noémia a distanciar-se cada vez mais de mim e sabes, corri ainda muito tempo atrás dela. Mendiguei, humilhei-me, sofri muito por ela. E para quê? Ela foi embora…
-Mas a Joana continua ali, não fugiu e tenho de a ver todos os dias. Custa imenso.
- E vais andar assim? Para ela te ver triste? Vais humilhar-te? Se houve coisa que aprendi é a não correr atrás Fábio.
- Talvez se me mantiver por perto ela repare mais em mim e me corresponda.
-Fábio, não queiras criar raízes em terreno agreste!
- Não percebi Sr. Andrade.
-A vida vai explicar-te o que te quero dizer. Não tenhas pressa.
E a conversa ficou por ali.

(Continua)

Carlos

Jardim em Flor 1ªparte
Jardim em Flor 2ªparte
Jardim em Flor 3ªparte

4 comentários

Comentar post