Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Está a passar...



“Eu sei que esperar em vão dói mais do que ouvir um não
Sim, é pior do que viver numa ilusão
É ter um vazio que nos enche até ao fim da escuridão
Eu sei que sonhar em vão é mais cruel do que a dor”

                                                       Adelaide Ferreira

 

 
Está a passar, custou imenso mas realmente, estou a conseguir ultrapassar!

Foi tudo muito depressa, como sempre, não tenho emenda, agarrei-me depressa demais, quando nem sequer dei tempo para te conhecer melhor…

Agarrei-me a ti, pensando que eras meu, agarrei-me aos melhores momentos como se esses fossem um tudo, naquilo que quero para mim…afinal, é preciso muito mais!

Esperei, não digo que tenha sido em vão, pois nada na vida acontece por acaso, esperei para no fim ter de baixar os braços e render-me às evidências…não dá mais!

Nesta vida, depressa perco a esperança de encontrar o amor, na sua forma mais sublime, por isso encanto-me por quem me quer bem, por quem em pouco me faz sentir muito especial, entrego-me como se não existisse mais nada nem ninguém, tudo porque acredito sempre estar diante a tal pessoa! Como eu queria que fosses a tal pessoa…

Acabo sempre por me encontrar sozinho, acabo sempre por ver que afinal, ainda não foi desta…

Mas isto está a passar…

Esperei, acreditei que fosse possível…mas não dá mais!

Vidas diferentes, uma distância que mata, projectos futuros que não coincidem, ideias que não estão assentes, levaram-nos a tomar esta atitude…

Assim, não espero mais em vão e agora faço como que o meu “luto”, dou o tempo a mim mesmo para voltar ao meu estado normal, procuro agora desligar-me de tudo, sem me afastar de ti, para ver se consigo descansar a cabeça, voltar a dormir… Nada perdi neste curto espaço de tempo, apesar das horas sem dormir a olhar o telemóvel, as horas a cismar no que poderia fazer para voltar a ver-te, a tocar-te e a beijar-te, nada perdi, mas aprendi!

Não existem culpados, nem eu, nem tu…

Acredito nos teus sentimentos, mas principalmente acredito e respeito as tuas prioridades, daí entender tão bem o “fim” que demos a toda esta situação!

Quem sabe o amanhã não nos surpreenderá?

 
“Sim, continuar a procurar não adianta mais
Assim prefiro que o tempo encontre alguém”

                                               Adelaide Ferreira

 

Pode ser que amanhã o tempo a quem agora imploro ajuda para ultrapassar, pode ser que esse mesmo tempo nos volte a juntar, mas agora unidos num sonho comum…

Isto está a passar…

O sentimento existe, mas neste momento já consigo dar ouvidos à razão…

Adoro-te, quero-te…

Quem sabe amanhã?

Não sei, não sabemos….


       


8 comentários

Comentar post