Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Diz-me qual o sentido...

             




          




O tempo vai passando, já lá vai quase uma semana em que publiquei aqui um artigo, o do Carnaval, em que termino com um “Mas…”, misterioso para muitos, para mim fez muito sentido!




Naquele dia queria ter deixado fluir as palavras, escrevê-las aqui, mostrar o porquê de ter terminado assim, mas sabia que pela certa alguém especial as iria ler, saberia que lhe estavam a ser dedicadas e concerteza ficaria chateado comigo!




Hoje sei que posso escrever, afinal consegui ser sincero com ele e contar o que se estava a passar…




Nunca pensei que o teu silêncio me pudesse ter deixado tão desorientado, quando apenas te disse que queria conhecer-te melhor, quando envergonhado confessei achar-te uma pessoa interessante e bonita! Não entendi o teu silêncio…estava à espera de uma reacção! Sei ainda muito pouco sobre ti, talvez saibas mais tu sobre mim, afinal sou um livro aberto, onde cada pessoa que passa pela minha vida consegue escrever um pouco mais da minha história, mas por querer conhecer-te melhor arrisquei naquela madrugada…




Que sensação estranha…quando pensava ser uma vontade recíproca, apercebi-me que estava sozinho! Doeu…




Os dias foram correndo, não sabia que atitude tomar, afastar-me de ti, deixar-me estar ou tentar novamente! Durante este tempo demonstraste ser uma pessoa que tanto dá como logo a seguir tira… Por momentos cheguei a pensar que estava no caminho certo, mas acabei por ver que afinal nada do que estava a fazer surtia o devido efeito!




Ontem arrisquei, ontem contei-te com todas as letras o que se passava comigo, ontem disse o que estava a sentir, ontem disse-te novamente que queria conhecer-te melhor, ontem perguntei-te se vale a pena esperar, ontem disse-te tudo…hoje apenas te digo!




Gosto de ti…




Mas tu…não me respondeste, tu não disseste, “Vamos tentar!” “Vamos com calma!”, mas também não me disseste para esquecer o assunto!




Por mim, serei capaz de esperar se me disseres para irmos com calma, serei paciente se realmente me deres uma resposta concreta!




Agora por favor, não me deixes neste estado de ansiedade, não sei o caminho que tenho de seguir, neste momento apenas tu podes dar-me essa resposta!




 




Gaybriel…




 

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/3