Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Descansa em paz

16.02.11

adeus11

 

 Mais uma prova que tive de enfrentar estes dias devido aquele maldito bichinho que o apelidam de "CANCRO"... Só de o pronunciar mete medo, arrepio-me! 

O "raio do bicho" merece de mim, todo o respeito. 

Por vezes pergunto-me: 

"Será que existe Deus?"...  

"Viemos Ao Mundo para quê" 

Penso que viemos ao Mundo para sofrer, para aprender a ultrapassar batalhas e barreiras que a vida nos encarrega de as dar. 

Quando tudo parece imortal, quando tudo parece estar bem, eis que levamos uma grande "chapada", parece que alguém nos quer dizer: 

"Levanta-te, vá ultrapassa mais esta batalha" 

TIO... construíste um castelo em pedra e betão armado, para albergar a família ideal que construíste. 

Batalhaste e venceste em tudo, ninguém estava de mal com a vida se à tua porta fosse bater. 

Se Deus existe, e se manda representantes à Terra, sem dúvida tu eras um deles. 

Com o passar dos anos esse castelo de betão armado parece que se transformou num castelo de cartas que aos poucos se foi desmoronando. 

Tiveste de ultrapassar a perda de um filho, que só quem passa por algo do género na família é que sabe a dor que é, mas não te deixaste abalar com isso, eras tu que davas forças a quem não as tinha. 

Nos últimos meses o " Tal Sr. Bichinho" que o apelidam de " Cancro" veio visitar-te. 

Como pessoa de força, que eras e habituado a lutar e a vencer, não quiseste que ninguém soubesse da tal inesperada visita. 

Mas com o tempo a mulher que outrora sofrera pela perda do filho, voltou a ter o seu olhar cabisbaixo, ja naõ conseguia disfarçar o sofrimento e o segredo que guardava incumbido por ti. 

Nao querias que ninguém sofresse por ti ou que te vissem sofrer, mas deixaste-nos a sofrer, como tudo é irónico. 

Ninguém esperava, que alguém que já tanto sofreu em tempos, tivesse agora de passar por tudo outra vez, ninguém o merece,  e Tu não merecias mesmo. 

Tio...partiste para parte incerta, para o Céu, talvez, se existe estarás por lá de certeza. 

Só nos resta agora visitar-te na nova morada que adquiriste, junto do teu filho que tanto amavas.   

Minha alma sofre de momento, chorarei, mas já quase secaram as lágrimas, a vida assim me ensinou. 

Hoje choro, amanha rio-me... é com o sofrimento que aprendemos a batalhar. 

  

  

ADEUS TIO... DESCANSA EM PAZ! 

Peter Pan

8 comentários

Comentar post