Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Convite inesperado!

 

Uma semana de férias e cá estamos de volta á rotina, de volta ao trabalho…

Iniciamos a nossa semana de férias com obras em casa, pintar o quarto, o escritório e a entrada. Uns dias que me fizeram lembrar o meu antigo trabalho, para mim era normal e pouco ou nada me custou se bem que por já não estar habituado as dores de costas não tardaram a vir, mas o que me fazia rir um pouco era a tua forma de pintar, ou até de meter as fitas de isolamento no rodapé…deitavas-te praticamente no chão. Andavas todo entusiasmado com as pinturas, mas á noite já mais parecias um velho cheio de dores e a queixar-se de tudo um pouco, para ti foi uma semana de duro trabalho, acredito que regressaste ao trabalho pior da forma que saíste…

Bem, mas o melhor da semana foi o convite que recebi, nada que eu não ansiasse mas daí a receber, não estava nada á espera. No último dia de férias tínhamos prometido que iríamos sair de manhã de casa e que só regressávamos á noite para jantar, então lá fomos nós de manhã tomar o pequeno-almoço com a tua irmã, depois rumamos até á feira á procura de umas cortinas novas que combinassem melhor com a decoração nova do quarto, a tua irmã sempre prestável e dando a opinião dela também, se bem que nós já íamos com uma opinião formada do que queríamos, ao fim de tanto percorrer a feira e já a perder as esperanças pois o que queríamos não encontrávamos, lá apareceu algo que nos surpreendeu e muito, pelo feitio e pelo preço também.

Quando o dinheiro já era pouco ou nenhum fomos levar a tua irmã a casa pois já era tarde e o meio-dia aproximava-se. A tua mãe coitada em casa fazia o comer para toda a gente.
Aborrecida com a hora tardia a que a tua irmã chegou para ajudar no almoço, mal levantava os olhos para vos falar, mas lá me disse um “bom dia”. Depois de vós a terem surpreendido com a prenda do dia da mãe bem antes do tempo eis que ela lá deixou o ar carrancudo e já falou melhor para todos nós.
Ajudei-te na mudança de um móvel e foi então que recebi um convite um quanto ou nada inesperado…
“-Querem almoçar cá?”
A tua mãe estava a convidar-me também para almoçar, pela primeira vez ia provar a comida da minha sogrinha!
Achei tudo aquilo estranho, eu sentado à mesa convosco. Senti-me bastante intimidado, com os nervos só me apetecia rir, mas a tua família deixou-me logo à vontade...
Sinceramente cada vez mais acho que “mais cego é aquele que não quer ver” e a tua mãe de cega não tem nada!
Ora digam lá se não foi um convite no mínimo estranho?

Peter Pan

8 comentários

Comentar post