Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

Ao Gaybriel, com amor!


 


Onde estás meu anjo?

Procuro-te na imensa cama e não te encontro, depois de um longo fim-de-semana contigo eis que chego a minha casa…para mais uma noite dormir sem ti, sem o teu calor, sem o beijo que me dás ao deitar e sem a palavra magica que repetes vezes sem conta ao meu ouvido “AMO-TE"!

Oh, que triste vida, não vejo o dia que vou estar do teu lado para sempre, o dia que me deitarei e levantarei contigo a meu lado.

Ultimamente tenho sido para ti, como nunca o fui antes, sei que sim. Mas não é esforço nem é gozo, mas sim porque te amo e sei que também me amas e acho que tenho de mudar e mostrar mais o quanto quero estar contigo, para te ver ainda mais feliz.

Quero partilhar com o mundo a felicidade que nos une e mostrar aos nossos amigos quão grande é o nosso amor. Hoje e mais que nunca sinto a tua falta, sinto a necessidade de estar do teu lado e sei que está na altura certa para tal passo importante dar. Sei que vou sofrer muito com algumas reacções da minha família, mas que me importa? Se tudo o que eu quero é estar do teu lado.

A minha família será aquela que eu construirei a partir do momento em que sair de casa e não aquela que me virará as costas só porque eu sou diferente e não sou antes aquele que eles mais ansiavam, aquele que eles tentam ver acompanhado há muito tempo com uma rapariga ou até mesmo já casado.

Sei que não será fácil para mim, mas que importa?

Estarei do teu lado, que mais poderei eu pedir a Deus?

Poderei sofrer muito, chorarei mil lágrimas, mas com elas construirei um rio para que juntos nademos até a outra margem e consigamos construir então uma vida a dois….

Amo-te…

Peter Pan

7 comentários

Comentar post