Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

A ti...


 


Saber esperar é uma grande virtude, aprendi isso com o meu passado!

Sem grandes pressões, passo a passo caminhei ao teu lado, pensava eu ser fácil tocar o teu coração! A cada aproximação minha negavas-me um beijo na cara cedendo apenas o teu abraço que tantas vezes me confortou…

Mas que abraço tão bom!

Do meu lado tens estado quase que diariamente, sorrindo para mim, ternamente a olhar-me, argumentando sempre sentires apenas um grande carinho por mim! Compreensão é o que não me falta…

Mas ontem…ontem surpreendeste-me de uma tal forma, que hoje ainda julgo ter tido um sonho muito bom, daqueles que geralmente apenas se tem enquanto se dorme!

Rumamos a Guimarães, tínhamos um café marcado com um amigo, o mesmo amigo que me disse…

“Gaybriel, não esperes nada dele! Apenas uma grande amizade...”

Confesso foram palavras duras de ouvir, vindas do teu melhor amigo! Eu que estou do teu lado, que luto por algo mais, vi ali o quebrar das forças, vi tudo a ir por água abaixo e com ela o meu sorriso! Entristeci…

No caminho de regresso, notaste na minha cara a tristeza e insististe comigo, quiseste saber aquilo que eu não quis ouvir! A medo falei-te então do que me disseram…

Fez-se silêncio no carro, apenas se ouvia a rádio.

De repente, como que um grito, soltaste meia dúzia de palavras mágicas!

“-E se eu te disser que ele está completamente enganado? E se eu te disser que as coisas estão a mudar? Ele não sabe de tudo!”

Não estava à espera… Depois de um abanão, surpreendes-me com o que eu sempre quis ouvir da tua boca! Não queria acreditar…

Peguei na tua mão, senti-te muito mais próximo de mim, estavas diferente!

Quis beijar-te a face, não fugiste de mim e surpreendeste-me com um beijo nos lábios.

Fiquei fora de mim… Finalmente!

Esperei e alcancei, usarei da calma necessária, vamos devagar…

Desta vez será bem diferente.

Está a ser muito bom!

Gosto de ti!

 

Gaybriel

3 comentários

Comentar post