Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café em Grão

A minha vida!


Chega…
Tanto sol, tanta luz,
Tenho saudades daqueles dias de Outono
Saudades da chuva, saudades do vento…
Dos dias sombrios…
Olhar pela janela
Admirar cada gota que cai
Quantas vezes a imaginação
Quantas vezes me deixei envolver…

 

Às gotas de chuva comparava
Vezes sem conta
As lágrimas que chorava

 

Ao vento que forte soprava
Comparava à intensidade
Da mágoa, da dor
Que sempre me dominava!

 

Hoje é bem diferente
Que saudades…
Hoje já não tenho a chuva nem o vento
Hoje não tenho a quem comparar
As lágrimas, a dor, a mágoa
Hoje choro sozinho…
Hoje apenas tenho o sol para secar as lágrimas.
A dor, essa continua sem comparação…
Tenho saudades…
Tenho saudades daqueles dias de Outono!


15 de Setembro 2005

Gaybriel...

Pergunto agora eu…

O que tem sido a minha vida senão um choro constante raramente aliviado pela ilusão?

36 comentários

Comentar post

Pág. 1/4