Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café em Grão

Diário de um desempregado! 2ª Parte

temos-vagas.jpg

O meu silêncio por aqui tem sido algum, eu sei, mas as horas, os dias, tem sido passados a responder a anúncios, a equacionar saídas e a apresentar-me em algumas entrevistas que felizmente vão surgindo!
Reparei que alguém comentou no último post a minha ausência, fico contente que mesmo anonimamente tenha seguidores por aqui. Sigam também a minha página no facebook que sempre vai andando mais actualizada.
https://www.facebook.com/carlosbloguista/
Relativamente às entrevistas que entretanto surgiram, apenas uma parece querer dar frutos! Mas já lá vamos…
Já percebi que a rotina dos últimos 19 anos ensinaram-me que não sirvo para estar parado, é que estas “férias” estão a ser longas demais! É verdade que há sempre que fazer em casa, a limpeza, a roupa, o jantar, mas também é verdade que quando me sento no sofá e percebo que nada de jeito passa na televisão, não tenho com quem tomar um café, nem sequer falar porque está tudo a trabalhar, é aí que começo a ser assolado com pensamentos e conjecturas nada aprazíveis! Sim eu preciso de trabalhar!
Mas também tenho de ter um certo cuidado e não me atirar na 1ª oferta, mas, e se for essa a tal oportunidade que a vida me está a dar?
Como referi em cima, uma das entrevistas que tive, correu tão bem que já me ligaram para iniciar formação! A medo aceitei, sem saber muito bem se devia, sem saber sequer se irei, mas aceitei, visto ainda ter margem de manobra (curta) para ver se surge algo mais aliciante! Amanhã mesmo irei ter mais uma entrevista dentro da mesma área…
Completamente diferente do que fiz durante os últimos anos, receio não estar apto para corresponder às expectativas que possam estar a depositar em mim!
Não sei se estará ali o meu futuro, apenas sei, ali ou não, que gostava de ter uma oportunidade de evoluir e mostrar que tenho capacidades para mais!

Carlos

Café curto #16

f534a34614e78123e51f79a72507c8ad

Depois de na semana passada vos ter contado que andava "ligado à máquina" ao estilo de um "homem bomba", esqueci-me de vos dizer que o exame que deveria durar 24 horas, ficou-se ali pelas 21 horas completas!
Então de trinta em trinta minutos monitorizava a minha pressão arterial, à noite passou a ser de hora em hora!
À noite quando deveria estar a dormir! Isso é que era bom...
Experimentem ter uma máquina a apertar-vos o antebraço enquanto tentam adormecer e depois digam-me alguma coisa! Foi uma noite para o tecto, prova disso as olheiras do dia seguinte! Mas continuando, seriam 9 horas da manhã, quando o exame deveria durar até ao meio dia, a máquina dá a ultima medição e percebi que não deveria estar a funcionar bem, tive a certeza quando a mesma nunca mais fez qualquer medição! Dirigi-me à clinica e disseram-me não perceber o que se tinha passado, mas que perante os dados obtidos até então, já tinham material suficiente para analisar.
Todo contente regressei a casa, livre daquele apetrecho nada confortável.
No dia seguinte um telefonema da clinica a informar-me que o cardiologista pediu que repetisse o exame!
A sério???
E pronto aqui estou eu pronto para mais uma noite em claro! Se bem que desta vez pedi para me colocarem no braço esquerdo a ver se arranjo forma confortável para dormir, pelo menos 58 minutos por hora!
Agora é rezar que a máquina cumpra com o objectivo!

Carlos

Novelas e novelos...

hqdefault.jpg

Confesso, não sou grande amante de novelas, muito embora de vez em quando veja os primeiros episódios de uma ou outra, por curiosidade e a ver se me prendem a atenção!
No entanto já todos percebemos que novela portuguesa quando começa a enredar nunca mais de lá sai e depois ainda decidem esticar os episódios ou então ainda fazem uma segunda ou terceira parte! Não, não tenho grande pachorra para ver o volta, não volta do casal amoroso da novela, ou ver as sete vidas do vilão que nem com um tiro no meio dos olhos acaba por morrer!
Como telespectador assíduo da TVI, percebi que iria iniciar uma nova novela nos primeiros dias de Janeiro, Ouro Verde viria substituir a Única Mulher que conseguiu ficar em cena dois anos! Pelo que já tinha lido, a história iria passar-se entre o Brasil e Portugal, com alguns actores brasileiros e contava com o regresso às novelas do afamado actor Diogo Morgado.
Bem não custa nada ver os primeiros episódios a ver se tem qualidade e se consegue prender a atenção, pensei para mim! O que é certo é que a cada episódio que acontece, fico sempre colado ao ecrã e tem sabido sempre a pouco, a história que gira em volta da vingança de um fazendeiro a quem no passado lhe mataram a família e que se apaixona pela filha do vilão, tem cativado! De salientar o papel brilhante de Joana de Verona e Diogo Morgado o par romântico da novela onde fazem de Bia e Zé Maria!
Para além da história, as imagens de um Brasil idílico e a banda sonora cuidadosamente escolhida tem sido os ingredientes suficientes para um êxito estrondoso a ver pelas audiências da primeira semana de exibição!
Conseguiu prender-me a atenção, mas, até quando?!
Desde que não nos canse com o casa, descasa, morre, não morre, como um novelo de lã cujo fim não se vislumbra, poderá ser um produto de sucesso que de certeza me fará acompanhar.


Carlos

 

Diário de um desempregado! 1ª Parte

curriculo(4).jpg

Fez ontem um mês que me encontro nesta situação! A de desempregado…
As primeiras duas semanas onde tratei dos papéis para o subsídio de desemprego e inscrição no centro de emprego, encarei-as como umas férias, o que veio mesmo a coincidir com a época das festas!
No entanto e após esse período, comecei a responder a tudo o que é anúncio que me vai surgindo via internet, tenho deixado o meu curriculum em diversos locais ao mesmo tempo que faço candidaturas espontâneas.
Continuo a acreditar que a minha sorte se encontre algures.
Desde o início desta procura activa ainda só fui a uma entrevista de trabalho após ter recusado uma outra que de todo não se adequava ao meu perfil. Fi-la anteontem, nada habituado a estas coisas, mas até correu bem!
Confesso que não estou a gostar muito desta história de estar por casa sem nada para fazer quando toda a gente se encontra a trabalhar… Em casa a cabeça pensa muito, no que deve e não deve também! Algumas pessoas dizem-me, “aproveita para descansar”, queria-os ver nesta situação!
Em pesquisas que faço por internet, reservo sempre algum tempo a ver, conhecer, analisar alguns tipos de negócio, franchisados ou não, onde poderia investir. Sempre o disse, adorava ter o meu próprio negócio, no entanto a pouca experiência que já tive por conta própria não correu lá muito bem e não sei se a aposta compensará o risco que se corre.
Não há muito mais a dizer…apenas esperar e ver as oportunidades que surgem!

Carlos

Café curto #15

images (1).jpg

Desde a hora do almoço de hoje que me sinto literalmente um homem bomba que a cada meia hora ameaça fazer-se explodir. Calma, não se assustem, estou apenas a fazer a monitorização ambulatória da pressão arterial vulgarmente chamada de MAPA!
Conselhos para poder dormir em condições, alguém tem?
A ver se aguento isto até ao meio dia de amanhã…

Carlos

"Trumpalhadas"

ceff140f25c6ddfb8f0d0197aa8955ef.png

Ainda sobre o novo ano que iniciou há 10 dias, como estão as expectativas em relação ao mundo?
Acredito que ainda este mês iremos ter o momento do ano, do outro lado do atlântico com a tomada de posse do recém-eleito presidente Donald Trump. Odiado por uns e amado por outros, ninguém fica indiferente ao homem que tem estado na ordem do dia com todas as polémicas em que se mete. Ainda não chegou ao poleiro e não olha a meios na forma como responde à crítica, como será quando lá chegar? Todos temos a ideia que o presidente dos EUA é o dono do mundo, pelo menos passam por ele grandes decisões, estão a imaginar o Trump tomar uma decisão com peso e medida?
Do lado de cá, temos um Putin, cujo poder desorienta os ocidentais e desafia constantemente a União Europeia. Para além de amigo de Trump, acredita-se, que influenciou bastante a sua eleição! Existe quem o compare a Hitler, um ditador, prefiro dizer que estamos diante um homem destemido e que procura tornar-se uma grande potência, assim como os EUA! Falta saber até onde vai a ganância do senhor…e perceber as consequências de um divórcio dele com Donald Trump!
Ainda me falta falar de Kim Jong Un, líder da Coreia do Norte, o eterno desafio dos EUA. As mais recentes notícias falam de que estão em condições de testar o mais recente míssil nuclear intercontinental. Segundo o próprio estes testes visam mostrar que estão em condições de lutar contra as ameaças nucleares das potências imperialistas. Donald Trump apenas fez saber através do twitter que “não vai acontecer”! Parece-me que Kim Jong Un não vai brincar muito mais tempo, o Trump não vai deixar.
E assim vai o mundo em 2017…
Vejo “crianças” a governar as superpotências perante uma Europa cada vez mais desunida e a caminho do abismo. E como todos sabemos, as crianças são tão imprevisíveis…

Carlos

Um pouco mais de mim...

A convite do Sr. Solitário para participar na sua rubrica semanal rumei até ao seu cantinho, onde todos vocês poderão hoje procurar e ficar a conhecer-me um pouco mais.
Há algum tempo que esperava por esta oportunidade, daí que prometi a mim mesmo sem filtros responder a todas as questões que me colocasse.
O Sr. Solitário estudou bem a lição e soube bem por onde poderia mexer com as minhas emoções…
Não que tivesse sido fácil recuar uma dezena de anos, mas ao mesmo tempo ao fazê-lo fez-me perceber que sim, o passado está bem resolvido em mim. Fez-me viajar por vários momentos da minha vida, alguns dos quais até soube bem relembrar.

 Curiosos?
Basta clicarem na imagem!

20168971_i0fFG.jpeg

Carlos Castro

Morreu um Homem Maior

1097902.jpg

Por muitos odiado, por outros tantos amado, Portugal vê hoje partir um homem importante, cuja carreira política foi de grande destaque pois lutou contra a ditadura, ajudou a construir a democracia em Portugal após a revolução, o 25 de Abril. Ainda chefiou governos de grande austeridade, ergueu o Estado Social e pôs Portugal na Europa!
Sem dúvida alguma marcou a história de um país no século XX.
Morreu um dos GRANDES, morreu Mário Soares.

Carlos

 

Mais civismo por favor...

coma-alcoolico.jpg

Lá vou eu novamente abordar este tema que está sempre na ordem do dia, na linha da frente tamanhos os casos flagrantes com que nos cruzamos!
Então vamos lá…
A noite de passagem do ano no Porto, assim como os grandes eventos (S.João, Queima das fitas) atrai sempre milhares de pessoas ao centro da cidade! Nestas noites o normal é vermos a nossa juventude e não só, de garrafa na mão a beberem álcool como se de água se tratasse. Infelizmente meus amigos, antes fosse água, nalguns casos até suplicam por água, mas a das  pedras depois de ultrapassado o limite.
O que eu vi na primeira madrugada do ano, não é bonito de se ver! As ruas cheias de lixo? Já convivo bem com isso e embora não me atreva a lançar ao chão o que seja, aceito que o façam porque a confusão é tanta e o permite e depois sabemos que os funcionários da câmara, exímios nas suas funções, limpam tudo logo pela manhã! Agora não posso concordar e causa-me repugna a quantidade de jovens que, ainda mal passava da meia-noite e já caminhavam em zig zag pelas ruas da Invicta, outros já, amparados pelos amigos, perdiam a noção de onde estavam, piores mesmo só aqueles que simplesmente já não reagiam por estarem completamente bêbados! Ah e não vale pensar que só vi rapazes, pois as raparigas neste aspecto batem-nos aos pares!
Mas, é isto o divertimento? Entrar em coma alcoólico e estragar a noite aos amigos, chamam a isto curtir a noite? Não, desculpem mas estou em desacordo com estas atitudes…
Ainda não percebi a lógica de se beber até cair, juro que não percebi!
Depois disto, algo a que assisti em completo exagero, apesar de mesmo em noites normais o ver, as pessoas que por beberem em exagero, procuram os becos mais escuros e no meio dos carros estacionados o lugar mais indicado para … urinarem! A sério?
Sou obrigado a passar por isto? A sentir o cheiro nauseabundo que emana por cada local mais escuro da cidade? Nos passeios, estar atento para não pisar, calcar nada desagradável?!
Meus amigos, os bares tem casas de banho disponíveis! Ou que tal aguentarem até casa?
E pronto é isto…
Apesar da minha passagem de ano ter sido excelente e sempre em boa companhia, tinha de partilhar o que não gostei, não me estragou a noite, mas partilho, quem sabe não atinge uma ou outra pessoa menos delicada e aprenda a lição!

Carlos

Ainda no ano velho...

IMG_20170103_103423.jpg

Feliz ano novo!
E então como foi a vossa passagem de ano? Entraram com o pé direito?
Não me lembro se entrei com o direito ou com o esquerdo, apenas sei que aos primeiros segundos do novo ano, enquanto cumprimentava a família parti um copo!
 Ohhhh ainda se fosse de cristal? Mas não, era daqueles a fazer publicidade à coca-cola…
Será um bom presságio? Bem, há quem venha para a rua partir pratos, eu quis fazer diferente…
Para o primeiro post do ano, venho aqui fechar o ano velho!
Não podia deixar de partilhar convosco o que andamos a fazer no dia 30 de Dezembro.
Com o meu menino e os tios dele fomos a Perlim! Conhecem Perlim?
Ele é somente o maior parque temático de Natal do país e fica ali em Santa Maria da Feira! Confesso que se lá estivesse estado antes da quadra natalícia talvez tivesse entrado no espirito…
Há dois anos estive na Vila Natal de Óbidos e garanto-vos a desilusão foi tal que não tenciono voltar mais. Em comparação Perlim merece que lá volte para o ano graças à excelente organização.
Visitamos o parque mesmo no último dia em que se encontrava aberto, com vários espectáculos, muita cor e música animou-nos numa tarde que se revelava fria e cinzenta.
O ponto alto da nossa visita foi chegar ao castelo mesmo a tempo de assistir ao espectáculo da Cinderela! Não vos sei dizer se os actores que davam vida aos personagens eram profissionais ou não, apenas vos digo que o que nos mostraram foi de um talento incrível!
Vale a pena visitarem Perlim no próximo ano, principalmente se tiverem crianças na família, se bem que até nós adultos nos deixamos envolver…

Carlos

Feliz 2017

feliz-ano-novo-2017-com-decoracoes.jpg

E então?
Preparados para encerrar mais um capítulo de 366 páginas?
Prontos para abrir um novo?
Eu vou encerrar este, o de 2016 com muito agrado! Acho até que não o vou querer voltar a ler, prefiro ser surpreendido com o que 2017 me trará de novo do que olhar para trás, no entanto reconheço que parto para um novo capítulo com algumas pontas soltas vindas do anterior!
2016 foi para mim um ano de alguma aprendizagem, reconhecimento, desilusão, desânimo, mas também muito amor, muita amizade e carinho e tudo isto principalmente no ultimo semestre! Chego ao dia de hoje mais aliviado emocionalmente depois do turbilhão de emoções que me roubaram horas de sono e que me fizeram iludir os sentidos até então bem definidos. Olho para trás, sorrio com saudosismo ao mesmo tempo que encerro para mim uma história que alimentei sem fundamento, mais uma vez demonstrando a fragilidade do meu sentir! De louvar a amizade de alguns e o amor de um só para conseguir chegar ao dia de hoje emocionalmente mais leve…
2016 também me trouxe uma novidade azeda até então desconhecida, 19 anos de trabalho e chego ao fim do ano e esbarro no desemprego! Dezembro nos últimos anos tem o hábito de se tornar um desafio e este não podia ser diferente. Portanto se chego ao final do ano desempregado, entrarei em 2017 desempregado, mas acredito que este novo ano seja de mudanças. E como muitos me dizem, vê esta situação como uma oportunidade de fazeres mais e melhor…
2016 chega ao fim e sabem uma coisa? Faz hoje 11 anos que criei este blog. Apesar de algum tempo (meses, anos) em que nada escrevi, resolvi regressar há pouco mais de um ano e tenho tentado ser tão assíduo como o era no início.  Agradeço-vos do fundo do coração a companhia, o sorriso e a força em todos os momentos!
Portanto, dentro de poucas horas um novo ano, uma nova oportunidade e quem sabe um novo recomeço chegam com as 12 badaladas! 
Por isso se a intenção é mudares, muda, se é sorrires mais, sorri a ti mesmo, queres amar mais, ama-te antes do que a qualquer outro, se é arriscar, arrisca por ti...Um novo ano, quem sabe o ano ideal para pensares mais em ti e aí sim seres verdadeiramente feliz.
Bom ano novo a todos vocês que por aqui passam e me lêem e também à minha amiga colaboradora Utopia que às quartas-feiras nos brinda com o melhor chá de leitura.

Carlos

Casa dos segredos

helena-casa-dos-segredos-6.png

Eu gosto!
Talvez esta tenha sido a edição a que assisti com menos entusiasmo, no entanto sempre foi a nossa companhia nos últimos domingos à noite.
Chamem-lhe curiosidade, voyeurismo, não interessa, sou fã deste tipo de programas.
Agora que está a terminar é altura de fazer um balanço destes últimos meses e escolher um favorito à vitória.
No decorrer do programa, foram-se criando ódios, simpatias, indiferenças. E se no início A ou B até nos caía em graça acabaram por se desgraçarem a eles próprios.
Na minha opinião, o justo vencedor é apenas um, ou uma, no entanto os finais acabam sempre por nos surpreender.
O meu voto nesta final recai sobre a Helena e sejamos sinceros, sofreu tantos ataques ao longo do programa e tantas vezes lhe tentaram fazer a cama que o prémio ser-lhe-á justamente entregue caso seja ela a vencer! No entanto também falhou, levada ao limite partiu para a agressão, que no fundo foi apenas um abanão que deu a outro concorrente. Comenta-se que ela fez o que muitos portugueses gostavam que fosse feito já que ninguém suporta o bailarino da casa! Dos restantes concorrentes e caso a Helena não vença, apenas o Diogo Alentejano merece o prémio apesar de nesta recta final tanto ele como a Angolana terem virado costas à jurista. Serviram-se dela enquanto não conseguiram chegar à final, agora que lá estão aproveitaram-se do mínimo para a apunhalarem e juntaram-se a quem sempre os criticaram.
A ver vamos se a Helena com isto, ganha ou perde apoio…
Pela prestação e pela educação eu voto Helena.

Carlos

Por Utopia: O tempo de 2017

15782519_719626031535870_885226762_n.jpg

Gripe e todas as chatices que traz com ela apoderaram-se de mim na ultima semana e não consegui marcar a minha habitual presença aqui, no Café em Grão.

Espero, ainda assim, que o Natal tenha enchido os vossos corações e que tenha adoçado o Inverno solarengo.

O tema de hoje é quase óbvio: o ano que está a chegar.

E como ano novo, vida nova, invertamos as coisas. Quero saber que livros leram, que chás beberam e quais os objetivos que têm para o novo ano.

Contudo, lembrem-se que a meia noite de 31 para 1, é a mesma hora de todos os dias. Claro que vem com champanhe e pessoas à nossa volta, mas é a mesma meia noite que acontece quando estamos a ver um filme no sofá, quando estamos a dormir, quando estamos a chegar a casa e abraçamos quem nos espera, quando lemos um livro ou apagamos a luz.

Por isso, as metas que decidam estabelecer, não as façam esperar nem desistam delas por estarem a meio do mês. Fazemos parte de um ciclo com o nosso interior. As coisas fluem e somos nós que tomamos rédeas do que queremos para nós. Não precisamos de grandes motivos para nos lançarmos numa ideia. Não precisamos de um dia especial para sermos felizes. Assim como não precisamos de uma hora para vivermos. O relógio não pára. Não parem também, mesmo que não seja meia-noite.

2017 vai chegar. Façamos dele, o ano.

Utopia

O último Natal

Este ano tem sido fértil em percas estrondosas para o mundo da música.
É triste e sinto que acabamos todos por ficar mais pobres com o desaparecimento destes monstros que sempre nos acompanharam.
Depois de David Bowie, Prince e Leonard Cohen, inesperadamente é a vez de George Michael nos surpreender com o seu desaparecimento logo no dia de Natal.
Confesso que destes todos, o vocalista da banda de sucesso dos anos 80, Wham!, é a celebridade que mais me custa ver partir! São inúmeros os temas de sucesso que me acompanham desde miúdo!
“Wake me up, before you go-go”, que marcou a minha infância, ou “Carelesse Whisper” que tantas vezes ouvi no programa Oceano Pacifico da RFM! “Jesus to a child” tema que marcou um período de férias que ficou lá trás, até ao tema que me embala anualmente e faz com que entre no espirito natalício, “Last Christmas”! E tantos outros de sucesso, tamanho é o legado que ele nos deixa!
Curioso como George Michael desaparece nesta altura, não se tem ouvido falar nele, mas parte numa época em que as rádios passam vezes sem conta um dos maiores hinos de Natal.
Se traduzirmos para português, Last Christmas, para George Michael foi mesmo o último Natal!
São cada vez menos os talentos que nos acompanham desde os anos 80!

 

 


Carlos

Feliz Natal

Feliz Natal - Acordei Com Vontade de Ler.png

A ausência tem-se feito notar por aqui, eu sei, mas a inspiração não tem sido muita ao mesmo tempo que tenho aproveitado que ele está de férias para passear um pouco. 
Venho então hoje, muito em cima da hora desejar-vos um Feliz e Santo Natal na companhia dos vossos familiares! Que o verdadeiro espírito de Natal vos envolva com muito amor, alegria e saúde não só hoje como sempre.
De coração um Feliz Natal.
Carlos

Espírito de Natal

14688330394979.jpg

 

Nos últimos anos por norma o espirito natalício demora a atingir-me, por uma razão ou por outra só entro na onda da época muito próximo da véspera!
Este ano por muito que quisesse fazer diferente, a verdade é que mais uma vez não estou a conseguir viver esta quadra da forma mais efusiva.
Talvez com o aproximar da data consiga vislumbrar a estrela mais cintilante e melhor, a deixe brilhar em mim!

Carlos

Por Utopia: As rugas que a minha vida abraça

15577590_712147945617012_509899799_n.jpg

Ela acorda cedo. Madruga. Numa vida sossegada tem mil e uma coisas para fazer e se não tiver, logo depressa arranja.

É uma mulher cheia de segredos. Não daqueles intencionalmente guardados e escondidos, mas sim daqueles que causam um mistério à volta do ser que não se revela, não mostra, não deixa ver.

Apareço e tenho o beijo dela que me toca sem tocar, que me aquece sem queimar, que me embala, mas não ao ponto de não manter a minha atenção desperta para ela.

O olhar dela é fixo e demorado. Sempre foi assim: demorada quando se trata de observar os seus.

E nem aos seus ela é de afetos. Mas é impossível não nos sentirmos amados quando ela nos olha, nos fala, nos toca.

Ela acorda cedo e madruga. E depois de um dia sossegado, mas ocupado, volta a deitar-se com as forças carregadas para qualquer luta que apareça.

Tem 74 anos e é a minha vó (como lhe costumo sempre chamar). Aquela a quem nunca disse que a amava mas que o faço incondicionalmente.

Não, não faz anos. Não, não é o dia dos avós. Mas é o dia, dentro de todos os outros, que não me esqueço do quanto é bom tê-la naquela rotina chata de todos os dias que rapidamente se transforma numa bênção por saber que quando abrir a porta, ela estará lá. Na sua rotina sossegada, com mil afazeres.

O chá é diferente assim como o texto que vos deixo hoje. A minha vó gosta do chá Maça Canela e como, recentemente, está tão dedicada à leitura, fica o livro que leu recentemente: Um amor em tempo de guerra de Júlio Magalhães.

Utopia

TAG - The Christmas Tag

20106653_udoda.jpeg

Fui desafiado pelo Casal Irrequieto a responder a este questionário sobre a época que estamos a viver, o Natal!
Ainda que o espirito Natalício ande meio perdido, aceitei com todo o gosto o repto.

1. Qual é a tua comida ou doce de Natal preferido?

Sou sincero, não sou muito doceiro, no entanto gosto de ver a mesa cheia e ir petiscando. Vou antes responder-te no que não pode faltar, a batata com bacalhau ao jantar e os frutos secos, nozes e avelãs principalmente!

2. Qual é a tua música de Natal preferida?

Desde miúdo que a música que me embala e desperta em mim o espirito natalício é Last Christmas de George Michael.

3. Quais são as tuas cores de Natal preferidas?

Nunca pensei muito nisso. Acho que não tenho uma cor preferida.

Embora goste de ver o vermelho, o dourado e o prateado nas decorações.
Este ano por exemplo a minha árvore que já é preta, ficou decorada com o branco e com a cor de cobre e ficou um encanto.

4. Preferes ficar de pijama, ou arranjares-te no dia e véspera de Natal
Digamos que visto-me como um dia normal, o mais simples possível. A noite costuma ser longa e gosto de estar à vontade.
5. Costumas abrir as prendas de Natal na véspera ou só no dia?

Lá em casa o hábito é abrirmos as prendas à meia-noite.

6. Se só pudesses oferecer prendas a uma única pessoa este Natal, a quem seria?

Por norma são poucas as pessoas a quem ofereço prendas. No entanto esta pergunta fez-me pensar muito, mas acho que sem dúvida alguma a minha mãe seria a pessoa escolhida. E porquê? Porque a gratidão que tenho para com ela é enorme, sendo mãe, conseguiu ao mesmo tempo ser o pai que não tive e era em casa dela que todos os dias almoçava nos últimos anos na pausa do trabalho. Todos os anos tento agradecer desta forma tudo o que tem feito por mim, por isso assim seria se só pudesse escolher uma pessoa.

7. O que mais gostas de fazer nas férias de Natal?

 Férias de Natal? Há 13 anos que não tenho. Este ano infelizmente serão forçadas. Mas como em todas as férias, gosto de descansar e ver uns filmes alusivos à época.
8. Já alguma vez construíste um boneco de neve?

A última vez que o tentei fazer, quase fiquei eu feito boneco congelado na Serra da Estrela. 
9. Qual o teu filme de Natal preferido?

Não tenho. Em pequeno gostava de ver o Sozinho em Casa. Como devem imaginar com o passar do tempo enjoei o filme! Nestas alturas gosto sempre de ir ao cinema ver o mais recente filme de desenhos animados.
10. Do que gostas mais, da véspera de Natal, ou do dia de Natal?

Sem dúvida alguma a véspera.
11. O que é para ti o Natal?

 Já o disse recentemente aqui no blog. Para mim Natal é sinónimo de família, amor, união! Este ano pela primeira vez vou passar o Natal longe dos meus, da minha mãe, das minhas irmãs e sobrinhos. Está a custar um pouco. Este está a ser realmente um ano de mudanças. Em contrapartida pela primeira vez vou passa-lo com o meu menino e com a família dele. Algum ano teria de ser o primeiro. Mas o que importa mesmo é que estejam todos bem, felizes e com saúde, perto ou longe, unidos pelo amor, esse sim a melhor definição da palavra Natal para mim!

 

Agradeço ao Casal Irrequieto por me ter distraído um pouco com este questionário.
Agora cabe a mim nomear as próximas vítimas, sendo assim escolho:

Hetero Doméstico
Remus
Sr. Solitário
O meu maior sonho
Marta o meu canto
O último fecha a porta
Os Contos da menina-Mulher

Todos os outros que não nomeei, mas que me visitam regularmente, sintam-se também nomeados.

Carlos

Dizer não...

Aprender a dizer não.png

 

E eu disse não!
“-Não aceito!”
Não foi preciso reflectir muito no assunto, muito embora perceba que estas duas palavras me possam ainda trazer muitos aborrecimentos!
Por estes dias, alguém me dizia sabiamente, quando nascemos a vida já cá andava, por isso tivemos que nos adaptar a ela e não ela a nós! E assim será até partirmos, porque só ela nos dirá quando chegar a hora… Ora então, se temos que nos adaptar a ela, também temos de saber viver e ultrapassar todos os obstáculos que ela nos mete no percurso! E a vida é feita disso mesmo, obstáculos, mudanças, objectivos, sonhos e afins.
Então, vou encarar este momento como um grande obstáculo, daqueles bem grandes e horripilantes, contudo possível de contornar e vencer!
E eu disse não então!
Mas disse não a quê afinal?!
Eu disse não à humilhação, eu disse não à forma como queriam jogar comigo, eu disse não à forma como queriam retirar o brilho a muitos anos de trabalho à frente de uma loja que sempre ofereceu o melhor ao cliente! Eu disse não à proposta de descer de funções, categoria profissional.
E eu disse não…
Eu disse não, porque não sou obrigado a aceitar tais condições, um não sem volta a dar em respeito ao que fui nestes últimos anos, um funcionário exemplar onde não existiam falhas a apontar!
Sabia perfeitamente as regras do jogo que estavam a querer fazer comigo, a carta escondida na manga e jogada no momento da minha negação foi mesmo a extinção do meu cargo e consequentemente o desemprego ao virar da esquina!
E eu continuei a dizer não ao que me queriam fazer mesmo sabendo que me esperam tempos difíceis.
Em quase 20 anos de trabalho, pela primeira vez estarei em situação de desemprego!
Funcionário do estado portanto!
Querem melhor prenda de Natal?! Não, não vou pensar assim! Vou antes acreditar que sim, esta é a melhor prenda de Natal e que apenas se fechou uma porta para que se abram outras tantas para um mundo de oportunidades!
Estou ansioso, com medo, mas optimista!
Mas eu disse não!


Carlos