Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café em Grão

Café curto #8

Talvez nos custe admitir, mas a linha que separa a vida da morte é muito ténue. 
Não pensamos muito nisso e continuamos a viver como se tivessemos todo o tempo do mundo para sermos felizes, para cumprirmos os nossos sonhos, para alcançar os nossos objectivos. Mas não temos...
Do que me fui lembrar? Mas é a verdade... Quantos não se deitaram a pensar nos sonhos que ainda queriam cumprir, quando de madrugada um sismo os matou para sempre?
Não somos nada, nada mesmo, mas se nos deram esta oportunidade de viver, sonhar e amar, porque não aproveitarmos ao máximo esta nossa estadia na terra?

Carlos

A música Portuguesa...

Será impressão minha ou muitos dos bloguistas encontram-se de férias?
Nestas férias aproveitei para ouvir música, muita música, quer em casa, quer na piscina!
Estamos numa fase que até se vai fazendo boa música, daquela que nos puxa para as pistas de dança. No entanto constatei que em Portugal a música está a subir de qualidade e estes grupos / intérpretes novos que vão surgindo, dão uma lufada de ar fresco no panorama musical do nosso país.
Alguém já ouviu a Luciana Abreu num dueto com Daniel Santacruz? Ouçam então…
Diogo Piçarra, Agir, os D.A.M.A, trazem-nos boa música, um sinal que não só de pimba se veste a música portuguesa. E os ATOA? Já ouviram falar deles? Deixei-os para o fim, pois adoro uma das músicas que eles cantam e que muito me tem encantado…
“Um pouco de sol”…ora ouçam!

Carlos

 

O voo da amizade...

imgpsh_fullsize.jpg
(
Foto com direitos de autor)

 

Avistei-te de longe, usando eu como capa defensora dos meus afectos o desdém! Aproximaste-te e pus-me a observar-te! Ouvi-te atenciosamente… Admirei toda essa auto-estima e todos esses voos pela vida que dizias fazer!
Abri mão dos meus princípios e no mesmo local procurei ouvir-te mais vezes, talvez em busca do bem que me fazias, da paz que me transmitias.
Aos poucos a capa defensora que me vestia foi caindo e deixei as emoções falarem por mim…
Foram horas e horas de conversa, onde tentei sempre esconder o bem que me estavas a fazer mesmo sentindo o mal que tudo isto podia provocar, mais tarde ou mais cedo teria de haver um Adeus. Mas não seria para já repetimos imensas vezes.
Contrariando os teus princípios, quiseste sempre passar a imagem de alguém que na verdade não eras e aos poucos deixaste também cair a máscara que usavas para te proteger das amarguras da vida e deixaste trasparecer que todos os teus voos estavam revestidos de mágoa e dor, que foste ferido vezes sem conta no teu orgulho, no teu ser, na tua alma.
E assim que me apercebi, as tuas lágrimas caíam vertiginosamente, aí dei-me então conta que te sentias incapaz de retomar o voo da tua vida…
Choraste muitas vezes pelo teu passado.
Chorei eu também sem nunca me ouvires e com isso nunca perceberás os meus motivos.
Como é possível? Um ser incrível que me conseguiu cativar de uma forma tão arrebatadora, como é que não conseguia voltar a levantar voo?
Quis muitas vezes que realmente ficasses e não voltasses a voar… egoísmo meu!
Julguei-me por momentos muito importante para ti, e era, mas não tão importante que te pudesse dizer para ficares.
Juntei então todas as forças possíveis e decidi libertar estas amarras que me estavam a prender a ti e a toda esta história, dei-te todo o apoio, a força e penso também o alento para voares novamente. Um ser especial não pode viver preso a um passado de dor.
Voa, tens de voar, ainda hás-de cair vezes sem conta, mas só assim aprenderás a lidar com todas as batalhas que te surgirão no teu voo pela vida.
Voa mas lembra-te que em tempos tiveste um amigo para te ouvir e aconselhar, o mesmo amigo que vai estar sempre aqui para te dar aquele empurrão para voltares a voar sempre que ousares pensar desistir.
Vou sentir saudades, mas quem sou eu para te impedir de voares, de seguires os teus sonhos
E depois, depois se tens asas, usa-as e mostra-me que és capaz de lá chegares e seres feliz!
E foi assim que te vi voar pela primeira vez...
Gosto muito de ti e sei que voltarás, pois quem gosta de verdade volta sempre nem que seja para um novo abraço.


O amigo,
Carlos
(Ficção)

 

Final das férias...

 

 

14012812_10206615188570862_1527299592_o.jpg14055614_10206615188770867_1924206631_n.jpg

14074570_10206615188690865_1891889057_o.jpg14074454_10206615188650864_1358860292_o.jpg

Oficialmente ontem foi o nosso último dia de férias.
O regresso ao trabalho acontece já na próxima segunda-feira.
Na minha cabeça, uma pergunta apenas.
Estive mesmo de férias?
É que as noites continuaram compridas demais e o sono muito curto para tantas horas de escuridão.
E fugir da rotina?
Sim fugimos, o facto de não estarmos no emprego já por si só é fugir da rotina!
No entanto habituados a fazer férias fora, este ano termos que dormir todos os dias em casa senti que a rotina não ficou tão alterada assim.
E a diversão?
Bem, um dia nas piscinas de Esposende, outro dia no aquaparque de Amarante e ainda  uma visita a Viana do Castelo em plena festa da Nossa Senhora da Agonia. De resto apenas os passeios ao anoitecer à beira mar!
Férias? Sim, senti que foram férias no sentido que passei duas semanas com o meu menino… e de nada mais vou sentir saudades senão da companhia constante dele.
Olá rotina, estou a chegar!

Carlos

 

Férias

Já me encontro em modo férias desde sexta-feira. Hoje decidimos vir até Esposende pôr o bronze em dia! Estarei ausente estas duas semanas, aproveitar para relaxar, reencontrar-me e sobretudo arrumar esta cabeça para que o regresso ao trabalho seja em grande. Boas férias para quem estiver a goza-las e bom trabalho para quem as férias ainda não chegaram. Carlos

A cor da felicidade...

space_rainbow_desktop_background_pictures.jpg

Achei engraçado o desafio que foi colocado a algumas figuras públicas na revista Cristina, qual a cor da felicidade?
Pois bem, resolvi pegar na questão e coloca-la a mim mesmo!
Então pensei seriamente no assunto e não cheguei a conclusão alguma! E porquê?
Porque para mim a felicidade tem todas as cores…
Senão vejamos, quantas vezes não me sinto eu feliz com o Outono, aqueles dias de chuva que convidam ao conforto do lar, chazinho na mão e uma boa companhia?! Outono para mim tem a cor castanha!
Quantas vezes não me sinto feliz na companhia dos meus, dos que me amam, dos que eu amo de coração? Para mim o amor tem o vermelho como cor!
Ao lado dos meus amigos, a sorrir, a brindar, a conversar, não são momentos felizes? A amizade tem a cor amarela, por isso a felicidade também é amarela.
A felicidade que senti com a vitória da nossa selecção? Que cor lhe poderia dar senão as da nossa bandeira nacional?
A felicidade que sinto ao ouvir alguém dizer, gosto de ti? E um abraço sincero, quanta felicidade nos trás? Momentos felizes coloridos com todas as cores do mundo!
Para mim a felicidade tem todas as cores, nos vários momentos em que a vivemos e é tão bom ser feliz!

Carlos

Meio século...

bolo-bodas-de-ouro2.jpg

Meio século…cheio de tudo, porque contigo é sempre tudo e nunca nada!
Faz muitos anos, escrevi, partilhei, assumi o quanto gostava da minha família e o quanto é grande o meu amor pela minha mãe, pelas minhas irmãs e sobrinhos, não é à toa que considero as primeiras, como as mulheres da minha vida! A elas devo o homem em que me tornei, com os valores que me incutiram aprendi a olhar e a respeitar o mundo, pois só assim poderia obter o retorno! E se hoje sou feliz…a elas muito o devo, por me terem sempre dado o alento para voar e cumprir com todos os sonhos! E tanto mais ainda tenho por cumprir!
Hoje é um dia especial, todos os anos o é, mas hoje tem uma razão que o torna ainda mais soberbo, fazes meio século de vida! Como disse acima, meio século cheio de tudo! Tomara muitos, cumprirem 50 anos de vida com tanta bagagem, tanta aprendizagem, tanto ensinamento e tantas batalhas vencidas. Sempre nos ensinaste que não há nenhum “filho da p…” melhor do que nós e tu enfrentaste-os a todos e mostraste-nos como se dá a volta, como se vence e como se continua a sorrir à vida. E que sorriso! Que orgulho mana!
Estiveste, desde que nasci, sempre aqui, ao lado para dares o bom conselho, em silêncio compreendeste-me, deste-me a mão e ficaste a ver-me enfrentar todos os meus medos e sei que nunca te desiludi, pois amor é e será sempre, como vocês próprias me ensinaram, aceitar!
Continuo a alimentar-me do teu exemplo para enfrentar o dia de amanhã…
Mana, obrigado pelo enorme prazer que tem sido partilhar contigo estes meus 36 anos de vida.
Mana muitos parabéns pelo teu meio século de vida, se sentires o peso que dizem ser da idade, desconfia, é o teu imenso coração que continua cheio de amor para dar.
Amo-te…

Carlos

Um adeus...

transferir.jpg

 Às vezes é preciso, é urgente dizer adeus.

Colocar um ponto final, sem mudar de linha, virar a página!
Adeus ao que nos faz mal, adeus ao que não nos satisfaz, adeus para sempre!
Mesmo que custe, mesmo que doa, mesmo que não percebamos, mesmo que afecte toda a nossa estrutura emocional, dizer adeus faz falta!
E eu vou dizer adeus, mas talvez não seja já hoje, amanhã provavelmente!
Será adeus ao pouco que construímos, adeus ao que de bom vivemos, adeus à ilusão, adeus à mentira, será um adeus…sabes, um adeus para sempre!
Decididamente…adeus.

Carlos

Ansiedade...

A minha pior inimiga, a ansiedade!
Confundo-a com tantos outros sentimentos, mas no fundo resume-se apenas a isso, uma ansiedade generalizada que torna as minhas noites compridas nas horas e escassas no sono.
Esta sensação de aperto no peito, por vezes parecem picadas, como se de algo estivesse para explodir, limita-me a noção da realidade, do bem, do mal, do bom e do mau!
E dói...e dói...e dói!
Estarei a confundir!
Ela vai e vem, vezes sem conta.
Voltou novamente e uma vez mais não estou a conseguir lidar com ela da melhor forma!
Culpa minha, não sei!
Já cantava António Variações “não consigo controlar este estado de ansiedade”!

Carlos

Insónias

tumblr_lytzqz28bU1qa4yxno1_500_large.jpg

Olhei a cama enorme, recordei, fiquei parado a olhar, por instantes ainda era tudo tão real!
Apaguei a luz, a porta entreaberta deixava espreitar a luminosidade da vela no outro quarto.
Deixei-me ficar em silêncio, aquele mesmo silêncio que uso para cicatrizar as feridas da alma…
Não demorei a adormecer!
As noites não tem sido calmas, de insónias, de ansiedade e esta avizinhava-se estranha, os sonhos desfilaram abruptamente levando-me a acordar por entre eles!
Acordava, olhava para o meu lado e continuava sozinho, duas voltas na cama daquele quarto pequeno, mas que nestes momentos parece imenso, imenso de nada, apenas de recordações! Algumas delas tento apagar da memória, outras teimam em manter-se.
A última vez que me lembro de ter acordado seriam umas 5h da manhã, ainda não estavas ao meu lado! É então que ouço as chaves na porta de entrada…
Chegaste, já não estou sozinho, estou contigo, eu e tu, como sempre e para sempre!
Abracei-te, voltei a adormecer, acabaram-se as insónias, o medo e a ansiedade.
Amo-te.

Carlos

 

Errar...

lone-in-silence-kiarang.jpg

Errar…
Errar é humano, tantas vezes dizemos e repetimos esta frase?!
Mas aprendemos alguma coisa com os nossos erros? Não! Eu pelo menos não…
Por vezes gostava de ser como uma folha de papel, não para sarrabiscar, mas sim para ao viver ir escrevendo a minha história. Escreveria a lápis com certeza, seria muito, mas muito mais fácil de apagar os erros, eliminá-los como se nunca tivessem existido!
Mas a vida não é assim, não pode ser assim, senão seria um mar de rosas, só paz e amor! Tem de haver os erros, para aprendermos algo mais como a defesa, o afastamento, o dizer basta!
E quando errar, magoa? Magoamos quem está do nosso lado, magoamos a nós próprios e sentimos quase como um rasgar da alma… Alma essa já repleta de cicatrizes que a vida se incumbiu de infligir! Oh não, mais uma?
Quanto tempo vai levar esta agora para cicatrizar?
Talvez dure o mesmo tempo que este silêncio que se apoderou de mim!
Pois se algo aprendi com as feridas da alma, foi esperar em silêncio o cicatrizar, chorando e ouvindo o nosso próprio coração!

Carlos

 

Coffee Break com a... Marta!

daily-language-practice-8-ways-to-learn-a-language

E porque hoje é quarta, chegamos ao terceiro coffee break desta rubrica que criei! 
E a convidada desta semana é a Marta do blog O meu canto. Um blog onde escreve sobre tudo, realço a quantidade de entrevistas que consegue arranjar com diversos escritores partilhando-as connosco, um blog onde partilhou recentemente connosco uma grande perda, a qual lamenta até hoje. Curiosos? Leiam a entrevista até ao fim...
Obrigado Marta por sem demoras teres aceite o meu convite para um cafézinho... 

Nome?
Marta

Idade?
37 anos

Signo?
Sagitário

Comida favorita?
Bacalhau com natas 

Doce ou salgado?
Os dois, dependendo do momento

Frio ou quente? 
Morno!

Verão ou Inverno?
Verão, sem dúvida!
 
Viajarias para onde agora se pudesses?
Não sou muito dada a viagens! Já lá vai o tempo em que queria ir ao Brasil, ao Egipto, à Polinésia Francesa, a Paris, a Veneza. Agora, prefiro ficar por cá mesmo, e quanto mais perto melhor, dada a minha fobia a estradas, desde o dia do acidente que tivemos. Mas poderia ser para um sítio calmo, com clima ameno, e uma praia tranquila.

Sozinha ou acompanhada?
Ia com a minha filha, o marido e as bichanas!
 
Um medo?
Só um?! Tenho tantos :) De tudo o que é bichos, de trovoadas, de pontes...Mas talvez o meu maior medo seja mesmo que algo de mal possa acontecer à minha filha.

O que te faz sentir raiva?
Tanta coisa! Maus tratos a crianças,idosos e animais, aselhas na estrada que só fazem disparates, arrogância e mania de superioridade, funcionários públicos que quanto menos fazem, menos querem fazer, as injustiças.

Um defeito teu?
Sou muito, muito,muito teimosa!

Uma qualidade tua?
Dizem que sou uma pessoa paciente! Não me vejo assim! Talvez a simpatia ou a simplicidade.

Quais as pessoas mais importantes na tua vida?
A minha filha, os meus pais, o meu marido, o meu irmão e os meus sobrinhos.

Existe amor maior que o de uma mãe pela sua cria?
Não! Pelo menos para aquelas que são mães de verdade. O amor por um filho é incondicional, e transforma-nos completamente. 

Planeias ser mãe brevemente?
Nem por isso! Já tenho 3 filhas :) Uma humana e duas felinas!

Palavras ao vento é?
O blog do meu marido!

Como defines o André?
O André é o meu companheiro de todas as horas, romântico, lutador, ambicioso qb e aventureiro. Nesta relação, funcionamos mais ou menos assim, eu sou a razão, e ele o coração! É por isso que nos completamos :)

Qual a maior loucura que já fizeste por amor?
Não sou de cometer loucuras por amor

Lugar mais inusitado onde já fizeste amor?
Isso agora...

Maior vergonha na vida por que passaste?
Ter tido um ataque de pânico em plena estação de comboios! 
 
Maior arrependimento?
Não me costumo arrepender das coisas que faço, ou atitudes que tomo, porque todas elas me ensinaram alguma coisa, e me levaram até onde estou hoje. Penso que não há nada de que me arrependa, até agora.

Alguma vez foste traída ou traíste?
Sim. As duas coisas. Há muitos anos atrás!

Se visses uma traição no teu núcleo de amigos, denunciavas?
É sempre uma situação complicada de gerir, porque se denunciarmos, corremos o risco de não acreditarem em nós, e acharem que queremos destruir a relação. Se não denunciarmos, seremos acusados de saber de tudo e não fazer nada. Talvez alertasse a pessoa, ou a levasse, de forma indirecta, a ver ela própria aquilo que eu não queria dizer.
 
Algo obscuro sobre a tua personalidade?
Nem por isso!

Mudarias alguma coisa em ti, na tua personalidade e/ou corpo?
Neste momento, poderia pensar em algumas coisas que gostaria de mudar. Já houve uma altura em que não me sentia bem com o meu corpo, e acabei nas teias da anorexia. Nessa altura, era muito susceptível aos comentários dos outros. Com o passar dos anos e uma outra maturidade, deixei-me disso. Sou como sou e quem gostar de mim tem de me aceitar assim.
Na personalidade, gostava de não ser tão tímida, q

Escreves muito sobre livros e filmes, quais dos dois preferes?
Livros! 
É mais fácil encontrar um livro que me atraia, do que um filme. Sou muito esquisita no que toca a filmes, e há certos filmes que via antes, e que agora evito, pelas cenas chocantes que muitas vezes têm. Mas tem dias em que não me apetece nada ler, e só quero ver um bom filme na televisão, e outros em que prefiro desligar a TV, e dedicar-me à leitura. O que alguns filmes têm de bom (ou não) é que muitas vezes dãovida às histórias que lemos nos livros.

Qual a importância dos livros no teu dia-a-dia?
É uma forma de me abstrair do stress de um dia de trabalho, ou ocupar os momentos livres à noite ou aos fins-de-semana. Com eles consigo conhecer coisas novas, lugares, tradições. Por exemplo, quando li os romances de época, fiquei a saber como funcionava a sociedade britânica na altura, as regras de etiqueta, os pratos tradicionais da Escócia! Consigo entrar dentro da história, e num mundo completamente à parte daquele em que vivemos. 

Um livro de eleição? Porquê?
Não consigo escolher só um! Mas gosto muito dos livros da Sandra Brown. Não perco um. E posso eleger também o Júlia: Afinal, Existem Príncipes Encantados, porque a história se passa aqui na minha zona, e até tem uma personagem com o meu nome!

O filme da tua vida? Porquê?
Titanic! Foi o filme que mais me marcou, e já vi umas 6 ou 7 vezes. Pela tragédia verídica, e pelo romance fictício. Dentro do género, segue-se O Impossível, pelo drama daquela família. Foi impossível não pensar em mim e na minha filha.
Filme de animação: "Como treinares o teu dragão",  o 1 e o 2, pela amizade entre o Hiccup e o Desdentado, e porque nos lembra muito a nossa Tica! Saí da sala de cinema da sessão do 2º filme completamente lavada em lágrimas, e a chorar que nem uma perdida :)

A Tica deixou-vos, alguma vez conseguirão substitui-la?
Há uma frase que costumo dizer frequentemente quando falamos de gatos - "A Tica era a Tica!", e a minha filha até brinca comigo e continua "pois, e a Becas é a Becas, a Amora é a Amora, eu sou eu e tu és tu!". 
Mas é isso que eu sinto mesmo. A Becas é a nossa bandida, rufia, muito meiguinha também,e atrevida. A Amora é a nossa saltitona, é tão doce e meiguinha, e frágil que dá vontade de proteger. Tivemos muita sorte com as nossas bichanas. 
Mas, a Tica, era a Tica! Mesmo que consigamos ver semelhanças em alguns aspectos nas duas gatinhas, ela era única, e dava tudo para a ter de volta. Foram apenas 3 anos, mas muito intensos, e ela merecia mais. Nunca nenhuma outra a irá algum dia substituir. 

Blogs ou facebook?
Blogs! Foi onde comecei, e onde me sinto bem, a escrever os meus textos, a trocar opiniões, a conviver com os seguidores ainda que à distância, e de onde surgiram os projetos nos quais estou atualmente envolvida.

De onde vem a inspiração para escreveres no blog?
Do dia-a-dia, de coisas que acontecem, de notícias que vou ouvindo, de parvoíces, do meu estado de espírito no momento...

Resumidamente escreve um texto de incentivo para que as pessoas que não te conhecem visitem e comentem o teu espaço! 
Hum, não gosto muito de fazer publicidade e apelar ao voto! Mas, para todos aqueles que tiverem curiosidade em espreitar o meu cantinho, apareçam, que são muito bem vindos. E se, pelo caminho, quiserem deixar algum sinal da sua passagem, em forma de comentário, estejam à vontade! Mesmo que a vossa opinião ou ponto de vista seja diferente.
Por lá, como eu costumo dizer, irão encontrar uma "mixórdia de temáticas" que, no fundo, mostram aquilo que sou, quero e gosto de ser e fazer!

Mais uma vez obrigado, por este bocado Marta.
Felicidades para ti, para o André e para a filhota.

Carlos

Pouco importa, pouco importa...

Ainda no rescaldo do Euro, surge agora a noticia que o cântico "Pouco importa, pouco importa" acaba de ser lançado no itunes!
Confesso que ainda me arrepio com as imagens da grande final, foi um orgulho tão grande que emocionar-me não fica dificil. Mas que orgulho...
Ao que parece, "Pouco mporta, Pouco Importa (Orgulho Português)" surge como resposta ao ambiente que os adeptos e equipa viviam durante a fase de grupos e nasceu, em conjunto com outros, do vazio de cânticos com letras de apoio específico à Selecção Nacional. Sabendo da importância do apoio oriundo das bancadas, Pedro Marques, o autor e compositor, aproveitou a sua presença em França para apoiar Portugal, criando cânticos para que a equipa de Portugal pudesse sentir ainda mais o apoio das bancadas e sentir-se mais confiante. 

O cântico rapidamente passou das bancadas para o balneário da Selecção Nacional e daí viria a transformar-se num enorme cântico de afirmação e apoio nacional à Seleção das Quinas, que ecoou um pouco por todo o Mundo, inclusivamente pelos próprios jogadores e equipa técnica da Seleção Nacional durante os festejos de consagração de Portugal como Campeão Europeu de Futebol.

Carlos 
in "diário digital"

Reestruturar

desconstruir3-620x620.jpg

Os dias tem sido algo conturbados, incertos, cansativos, confusos!
Olho para trás e penso para comigo, o que era, como estava, como podia e hoje nada mais está igual, nada mais voltará a ser como foi um dia.
Hoje acordei assim, confuso, as noites tem sido compridas demais para o meu sono e os poucos momentos em que fecho os olhos sonho coisas estranhas e acordo ainda mais cansado!
Sei que não voltarei a ter a minha vida de volta, da mesma forma, no entanto também acredito que apenas preciso de um tempo, o necessário, para me habituar, para me reestruturar!
E é isto…e muito mais!
Hoje estou assim…

Carlos

A água...

5h8mcmi4lbfzoi42forsdsypy.jpg

Todos nós sabemos, ou pelo menos deveríamos saber da importância de bebermos água no nosso dia-a-dia.
Acredita-se que enquanto adultos deveríamos beber cerca de 2 litros de água por dia. No entanto a quantidade ideal varia de acordo com o peso da pessoa e também com outros factores como a vida activa ou sedentária e a estação do ano, uma vez que no verão, por causa do suor, é preciso ingerir mais água.
No meu caso, gosto de beber água e por estes dias de calor que tornou a loja numa autêntica sauna, confesso que não encontro a fome, pois a sede é tanta que em 8 horas devo beber os dois litros necessários num dia inteiro!
Não sei se emagreci, mas se continuar assim acredito que sem querer vou perder uns quilinhos!

Carlos

Coffee Break com a... Rute

Hoje para o meu coffee break semanal convidei a Rute do blog A nossa vida, espreitem a nossa conversa, pois vai valer a pena...
daily-language-practice-8-ways-to-learn-a-language

 

- O Carlos convidou-me para tomar um café com ele no seu cantinho e foi com todo o prazer que eu aceitei.;)

Aqui vai um pouco de mim, algumas coisas vocês já conhecem outras estavam bem guardadas. ;)
- Olá Rute, o prazer é todo meu, fico muito contente por ver aderirem a esta minha iniciativa alguns dos protagonistas de blogs que eu adoro ler.
Estás pronta?

-Sim… 

-Nome?

-Rute Justino

-Idade?

-35 anos

-Signo?

-Caranguejo

-Comida favorita?
-Carne de Porco á Alentejana

-Doce ou salgado?

-A mistura dos dois.

-Frio ou quente?
-Quente.

-Verão ou Inverno?
-Verão.

-Viajarias para onde agora se pudesses?
-Para Cabo Verde pois foi um sítio que sempre me interessou conhecer.

-Sozinha ou acompanhada?
-Acompanhada pois claro, a partir do momento que se tem filhos já não se vai sozinho para lado nenhum ;)

-Um medo?
-Perder quem amo.

-O que te faz sentir raiva?
-A hipocrisia das pessoas, a maldade e aquelas criaturas que só vêem o próprio umbigo.

-Um defeito teu?
-Ciumenta mas confesso que já fui mais agora já levo tudo mais na desportiva.

-Uma qualidade tua?
-Boa amiga, quem me tem como amiga tem tudo ;)

-Qual o teu maior sonho?
-O meu maior sonho era ser Mãe e já foi concretizado por 2 vezes, agora apenas sonho em vê-los felizes.

-Porque deste esse nome ao link que nos direcciona ao teu blog?
-Na altura estava a tentar engravidar da Leonor e era como um diário da luta que estava na altura a passar.

-Quais as pessoas mais importantes na tua vida?
-Os meus filhos, meu marido e os meus pais.
-Saudades de quem?
-De quem já não tenho, de quem já partiu .

-Li algures no teu blog teres um anjo no céu a olhar pelos teus, ainda dói a partida do teu mano?
-Doí muito, acredita. Pois o tempo passa mas a saudade é eterna. No entanto sei que ele está presente todos os dias nas nossas vidas!

-Dois filhos, é a conta certa?
-Certíssima, mais um e dava em doída. 

-Que mudanças te trouxeram os filhotes?
-Mudaram tudo mas tudo mesmo, acabou-se muitas coisas que antes fazia e agora não dá mas para compensar trouxeram outras tantas coisas boas, muitos boas.. não viveria sem a presença deles!

-Existe amor maior que o que sentes por eles?
-Nunca senti um amor igual...

-Com eles para cuidar ainda existe tempo para namorar?
-Boa pergunta, o tempo é muito pouco e a parte de namorar sem dúvida que fica para trás pois eles "puxam" muito por nós e quando eles estão a dormir a maior parte das vezes o que apetece é dormir também  mas tentamos ter momentos nossos senão acredito que a relação não suporta-se!

-14 de Junho de 2008, o que significa para ti esta data?
-Um dia que mudou a minha vida, um dia que me senti uma verdadeira Princesa.

-Qual a maior loucura que já fizeste por amor?
-Confesso que já fiz muitas principalmente na adolescência... Por exemplo dizer que estava num sítio aos meus pais e estar a kms distância... Aí se os meus filhos fizessem o mesmo! 

-Maior vergonha na vida por que passaste?
-Na verdade agora não me ocorre nenhuma..

-Maior arrependimento?
-Por norma não me arrependo do que faço pois é com esses erros que aprendo e cresço.

-Algo obscuro sobre a tua personalidade?
-Nunca estar feliz com o que tenho, quero sempre mais e mais... e depois olho para aquelas pessoas que não tem nada e são tão felizes... chego a ficar zangada comigo própria!!

-Mudarias alguma coisa em ti, na tua personalidade e/ou corpo?
-Na minha personalidade mudaria/tentaria ser mais fria, ou seja, eu agarro-me muito aos problemas dos outros praticamente como se fossem meus e depois quando eu tenho problemas nunca ninguém se lembra de mim.. No corpo mudaria a minha barriga, tirava aquele pneu a mais.

-Blogs ou facebook?
-Não sou muito agarrada ao FB apenas dou uma vista de olhos na página principal, faço uma ou outra partilha esporadicamente e pronto, tanto que o blog não tem FB associado.

-De onde vem a inspiração para escreveres no blog?
-Do meu dia a dia, da nossa vida, do nosso mundinho que todos os dias nos trás novidades.
-Resumidamente escreve um texto de incentivo para que as pessoas que não te conhecem visitem e comentem o teu espaço!

-O meu Blog está aberto a todo o tipo de pessoas, é tipo um diário onde partilho o nosso dia a dia... momentos que quero que fiquem registados para sempre!!! 

Quem quiser seguir será muito bem-vindo "as portas estão abertas"...
-Obrigado Rute por este excelente bocado, soube a pouco, mas com o conteúdo necessário para te conhecermos um pouco melhor…
-Eu é que agradeço o convite Carlos.

Este foi o Coffee Break possível com a Rute à qual agradeço a disponibilidade para tomar este cafezinho que nos soube muito bem…
Na próxima quarta às 10h, quem será a vitima das minhas perguntas?

Carlos

Café curto #5

E não é que tive direito a destaque na página principal? Nunca me tinha acontecido semelhante...
Obrigado sapinho por destacares o texto do "Civismo", talvez assim tenha chegado a mais gente e consciencializado outros tantos.
Amanhã é dia da rubrica "Coffee Break com..."
Depois do Sr. Solitário na semana passada, alguém adivinha com quem vou fazer uma pausa para um cafézinho esta semana? Estejam atentos, às 10h!
Uma ajuda... É menina! 
Bem, vou ali à piscina aproveitar o bom tempo e já venho!

13690866_10206418139524759_3446734097685427829_n.j

Carlos

Civismo?!

quadro.jpg

 

Mais uma vez o tema da moda, o civismo ou a falta dele!
Temporariamente fui colocado atrás do balcão e tenho lidado com os clientes directamente.
Já lá vão mais de 10 anos que não atendo clientes e andava esquecido de algumas situações com as quais fico danado e seria incapaz de as fazer por uma questão de respeito por quem está atrás do balcão.
Primeiramente e talvez a mais importante e que faz parte das regras básicas da boa educação, o bom dia, boa tarde, boa noite quando nos dirigimos a alguém. Infelizmente em 100 clientes, apenas meia dúzia deles cumprimenta quando chega à loja. Será que não tiveram educação em casa?
Depois o talão de pagamento, assim que é entregue amachucam e deixam-no em cima do balcão! Mas, eu sou funcionário da minha empresa, ou também sou empregado do cliente?
Com um balde do lixo mesmo ao lado, teimam em largar o lixo em cima do balcão. Quando não é o talão é o plástico do tabaco que entretanto e devido à falta da droga, o abriram mesmo ali à minha frente e deixaram-no para eu colocar no lixo.
E o obrigado? Mas o que é isso? Não é preciso agradecer? Eu passo-me! Acreditem. Existem clientes que não conhecem de todo os modos da boa educação.
Existem momentos que tenho de respirar fundo umas duas, três vezes para não os chamar a atenção, mas julgo que eles percebem tudo pela cara que eu faço!
Por isto e muito mais torna-se cada vez mais complicado viver em sociedade.

Carlos

Mais sobre mim

foto do autor

“Assim como o café em grão que tem de passar pelo processo de moagem até poder ser diluído e transformado numa das mais saborosas bebidas, as palavras em bruto aqui deixadas por mim, carecem de uma análise compreensiva para que possam ser saboreadas e absorvidas! Tomas um café?” - Carlos

Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Café em grão no facebook...

Blogs Portugal